Central do Assinante







PUBLICIDADE



AS MAIS LIDAS
Página Inicial:: >> Notícias do Brasil & Mundo >> Agropecuária >>
sábado, 25 de abril de 2015

Valadares ganhará universidade do leite

Parceria entre a Cooperativa e a MSD Saúde Animal vai capacitar produtores e colaboradores do Vale do Rio Doce
FOTO: Divulgação
O OBJETIVO é capacitar os que atuam na produção de leite na região para que o setor se torne ainda mais forte
GOVERNADOR VALADARES -

Com o intuito de ampliar o conhecimento e a produtividade da cadeia leiteira no Vale do Rio Doce, a Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce, em parceria com a MSD Saúde Animal, lança amanhã (27), às 19h, na sede da Faculdade de Administração (FAGV), um projeto único e inovador na região: a Universidade do Leite. O projeto visa à qualificação dos cooperados e seus colaboradores, objetivando a prestação de serviços focados na melhoria da qualidade e no aumento da produtividade.

 

O curso será dividido em 5 módulos, que irá capacitar os cooperados durante 5 meses, por meio de encontros técnicos e teóricos, cada um com uma aula mensal na primeira segunda-feira do mês, das 19h às 22 horas. Haverá também dois dias com aulas práticas e um módulo especial realizado dentro da Expoagro.

 

O curso é reconhecido pela Universidade Corporativa da MSD Saúde Animal. O presidente da Cooperativa, Guilherme Olinto Resende, acredita que a profissionalização das propriedades leiteiras é o primeiro passo para melhorar a produtividade das fazendas. “O grande benefício da Universidade do Leite é aumentar a qualificação da mão de obra e a tecnificação das propriedades da nossa região, pois os alunos são os funcionários das fazendas e os cooperados. Assim, levamos informações sobre a importância da higiene, conforto animal, manejo reprodutivo, controle de mastites, manejo de bezerras, entre outros assuntos importantes para a produção leiteira. Esse é mais um projeto que cumpre a nossa missão de levar desenvolvimento tecnológico aos cooperados”, explicou.

 

O curso será dividido em 5 módulos. Haverá também dois dias com aulas práticas e um módulo especial realizado dentro da Expoagro. Os módulos serão: Criação de Bezerras (Aplicação de medicamentos injetáveis); Curso de Ordenhador; Prevenção, Diagnóstico e Tratamento de Mastite; Reprodução e Melhoramento Genético; Nutrição Animal e Intensificação de Pastagens e Bem-estar animal (manejo racional).

 

Para Resende, a parceria com a MSD Saúde Animal vai qualificar o desempenho dos funcionários das propriedades leiteiras ligadas à Cooperativa. “O curso tem tudo para dar certo na nossa região. O produtor precisa se conscientizar da importância de contar com serviços especializados junto à Cooperativa. Já somos mais de 1.500 cooperados ativos ligados à cadeia produtiva do leite na região do Vale do Rio Doce, que precisa de programas como esse para melhorar mais o trabalho dos funcionários das fazendas. Durante cinco meses, em parceria com a MSD, que é o maior laboratório de produtos químicos para a saúde animal do mundo, a Cooperativa vai bancar toda a parte estrutural do projeto, enquanto a MSD vai disponibilizar somente os instrutores. Os demais módulos serão passados por colaboradores da própria Cooperativa. Ao término do cursos teremos também um módulo especial que será realizado no Parque de Exposições, durante a Expoagro, no dia 14 de julho, finalizando as atividades práticas”, ressaltou Olinto.

 

Por fim, ele acrescenta que faltam cursos técnicos voltados para os proprietários, gerentes e funcionários de fazendas leiteiras na região. “Queremos fazer da Universidade do Leite uma continuidade para os próximos anos, com conteúdos diferentes. Vejo poucos proprietários investindo em cursos desse porte para seus funcionários. O curso é o complemento de um extinto projeto que a Cooperativa tinha há 5 anos, o Centro de Formação do Cooperado (CFCs). No entanto, não tínhamos uma certificação de conclusão desse curso para os alunos. Agora, a capacitação é reconhecida pela Universidade Corporativa da MSD, e o aluno, após o término do curso, recebe um certificado de conclusão. Além de levar conhecimento aos cooperados, a capacitação tem finalidade filantrópica, já que a inscrição é uma caixa de leite longa vida, destinada a entidades de caridade de Valadares”, concluiu o presidente da Cooperativa.

 

O curso é aberto somente a cooperados e seus colaboradores; as vagas são limitadas e as inscrições serão feitas durante o coquetel servido logo após a aula magna, de amanhã até o dia 10 de maio, no Departamento de Campo da Cooperativa.

OS CINCO MÓDULOS DO CURSO

Criação de bezerras | Aplicação de medicamentos injetáveis

Curso ordenhador | Prevenção, diagnóstico e tratamento de mastite

Reprodução e Melhoramento Genético

Nutrição animal e intensificação de pastagens

Bem-estar animal (manejo racional)









COMENTE ESTA NOTÍCIA


COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA






NOTÍCIAS RELACIONADAS