Central do Assinante







PUBLICIDADE



AS MAIS LIDAS
Página Inicial:: >> Notícias do Brasil & Mundo >> Agropecuária >>
sábado, 23 de maio de 2015

Cooperativa promove o 16º Leilão de Vacas e Novilhas

A expectativa é que este ano a movimentação das vendas seja maior do que a do leilão de 2014
FOTO: Divulgação
AO TODO serão 100 lotes de animais de alta produtividade leiteira, oriundos de fazendas que oferecem excelência em genética, garantindo a qualidade do gado
GOVERNADOR VALADARES -

No próximo sábado (30), às 16 horas, na área de leilões do Parque de Exposições José Tavares Pereira, a Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce realizará a 16ª edição do Leilão de Vacas e Novilhas Leiteiras. O leilão já é tradicional e faz parte do calendário da pecuária leiteira de Governador Valadares e região, onde atrai um público de aproximadamente 1.000 pessoas, entre cooperados e produtores rurais do Leste mineiro.

 

Ao todo, serão 100 lotes de animais de alta produtividade leiteira, oriundos de fazendas que oferecem excelência em genética, garantindo a qualidade do gado. O pagamento será feito em 30 parcelas, sendo 10 parcelas duplas iniciais e dez parcelas unitárias finais. No fim do leilão, será sorteada uma moto entre todos os compradores presentes.

 

O presidente da Cooperativa, Guilherme Olinto, afirma que os animais participantes são de alto padrão genético e de expressiva produtividade. “Todos os anos temos uma preocupação muito grande quanto à qualidade dos animais que levamos a arremate no nosso leilão. Nosso objetivo é levar a alta genética para todos os produtores, que estão assimilando melhor o processo da genética em produzir mais e com maior qualidade, e isso é muito importante para a produtividade do seu rebanho. O leilão vem ainda mais renovador este ano; serão muitos lotes e todos com a qualidade genética de excelente qualidade.”

 

Olinto espera que, apesar da crise econômica mundial, as vendas cheguem perto da marca do leilão do ano passado. “A expectativa para o 16º Leilão é muito grande, porque ele já virou uma tradição dentro dos leilões de leite aqui do Vale do Rio Doce, chegando ao 16º ano. Não posso fazer uma previsão tão otimista, se será um leilão maior do que o passado, pelo momento que a economia está vivendo, mas esperamos um leilão do porte do ano passado, que teve um faturamento superior a R$ 1,5 milhão. O momento do produtor de leite, como o momento da economia brasileira, tem algumas dificuldades, mas sempre falo que na dificuldade é que é hora de investir.”

O vice-presidente da Cooperativa, João Marques, destaca que a grande vantagem do leilão é que o dinheiro arrecadado gira em torno dos cooperados. “O dinheiro não sai daqui, e isso é um benefício muito grande, porque o evento catalisa os produtores da própria região. A nossa finalidade com o leilão é desenvolver projetos que beneficiem os nossos cooperados, tanto aquele que produz o animal com a qualidade necessária para ser comercializado, quanto aquele que precisa de um excelente animal para produzir mais e ter mais resultados nas atividades.”









COMENTE ESTA NOTÍCIA


COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA






NOTÍCIAS RELACIONADAS