Central do Assinante







PUBLICIDADE



AS MAIS LIDAS
Página Inicial:: >> Notícias de Valadares e Região >> Abre Aspas >>
terça-feira, 2 de abril de 2013

André Merlo assume subsecretaria do Agronegócio em Minas Gerais

Segundo candidato mais votado nas últimas eleições em Valadares, empresário do agronegócio é convidado para renovar políticas públicas para o setor
FOTO: Jack Zalcman
ANDRÉ MERLO foi convidado pelo governador Anastasia, por meio do deputado Mourão, para assumir subsecretaria do Agronegócio em Minas
GOVERNADOR VALADARES -
André Merlo, empresário do agronegócio e vice-presidente do PDT em Governador Valadares, assumirá a subsecretaria do Agronegócio da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais. A nomeação deve ser publicada no Minas Gerais, Diário Oficial do Estado nesta terça-feira (2).
Nesta entrevista, André Merlo conta que o convite surgiu do próprio governador Anastasia, por meio do deputado estadual José Bonifácio Mourão (PSDB). André garante que Valadares ficou esquecida durante um tempo, mas a situação está mudando. Fala ainda das necessidades de nossa região em relação ao agronegócio. Aponta que a região é propícia para o cultivo da fruticultura e de hortaliças e assegura que é preciso avançar em tecnologias e na infraestrutura necessárias ao avanço do agronegócio na região e no Estado.

DRD — Como surgiu o convite para o cargo?
ANDRÉ MERLO — O convite partiu direto do governador Anastasia. Ele, por meio do deputado estadual Bonifácio Mourão, me convidou para uma visita à sede do governo em Belo Horizonte e, na ocasião, me parabenizou pelo meu desempenho nas eleições municipais e fez o convite. Na época não havia ainda um cargo específico. Eu disse que se fosse um cargo coerente com o trabalho que eu já vinha desenvolvendo e que pudéssemos somar, eu aceitaria. Então, há menos de 10 dias veio a confirmação. Ele [Anastasia], por ocasião da vinda para o lançamento das obras do Hospital Regional, confirmou o convite e em uma subsecretaria que tem tudo a ver com o que venho trabalhando, que é o agronegócio. Esse convite veio acompanhado do deputado estadual Bonifácio Mourão, que é o líder do governo na Assembleia Legislativa. Ele nos acompanhou na visita ao governador. O Mourão, muito interessado pela nossa região, se colocou e trabalhou junto ao Governo do Estado por esse cargo que vou assumir. Ele, sabendo do potencial nosso em relação no agronegócio, colaborou muito com esse momento. Valadares e região estão sendo muito prestigiadas, já que não temos quase ninguém da região na parte executiva do governo. O deputado Mourão foi muito importante nesta caminhada. 

DRD — Então, mais que uma aliança política, você concordou, desde que fosse em algo que realmente pudesse colaborar?
ANDRÉ MERLO — Com certeza. A aliança política pode ser entendida por estarmos junto com o governo. Meu partido, o PDT, faz parte da base de apoio do governo. Muitos vão julgar isso como uma ida do André para o partido do governador, mas não tem isso. Não foi negociado nada a respeito disso. Inclusive, é uma consideração muito especial do governador comigo, mas principalmente com Governador Valadares e região. Isso pode-se ver através das obras que o Estado está direcionando para Valadares. Acho que vou poder colaborar muito com Valadares e com a região. Claro que por ser da cidade vamos ter um carinho pela nossa região, mas não podemos esquecer que o cargo na subsecretaria abrange todo o Estado de Minas. Então, teremos esse olhar e responsabilidade para com o Estado como um todo.

DRD — Quais os planos à frente da subsecretaria do Agronegócio para Minas Gerais e para nossa região?
ANDRÉ MERLO — Já existe um grande projeto. O governo tem tomado esse cuidado para com o agronegócio. Como exemplo temos o “Minas Carne”, o “Minas Leite”, projeto também ligado ao café. Então nós vamos ajudar na continuação desses programas e, principalmente, é importante dizer que vamos estar lá participando das políticas públicas direcionadas ao agronegócio. Já no próximo planejamento estaremos opinando, ajudando a planejar e fiscalizar as ações voltadas para a área. Eu, que nasci dentro da agropecuária, do agronegócio, sempre demandando ao governo, entendo que estou preparado para colaborar com o governo estadual, colocando esse setor tão importante em mais evidência ainda. É uma secretaria que cresceu muito. O secretário Elmiro Nascimento, que está desde a era Aécio, vem fazendo um belo papel frente à secretaria, inclusive, batendo a meta que o governo do estado estipulou. Hoje, Minas Gerais, o agronegócio mineiro, participam com 13,4% do PIB nacional do setor. Em 2012, o PIB agropecuário de Minas teve crescimento de 5,7%, o que é superior à média nacional. Então eu vou para somar forças.

DRD — Qual sua visão do agronegócio em nossa região?
ANDRÉ MERLO — Olha, nós temos muita coisa para fazer, principalmente na nossa região. Valadares já foi referência no agronegócio durante muito tempo, mas só que há muito tempo. Eu não sei se por questões de prioridade, nossa região ficou esquecida e agora está sendo lembrada pelo governo. Claro que não só pela indicação de meu nome para assumir essa posição, mas pelas ações que estão sendo implementadas pelo governo estadual, como a viabilização da instalação em nossa cidade do laticínio Bela Vista. E também, como presidente da União Ruralista Rio Doce, percebo uma atenção muito especial do Governo do Estado para com nossa região. Mas temos muito o que correr atrás ainda, como por exemplo, a infraestrutura. Apesar de estar lotado na Secretaria de Agricultura, sabemos que tudo está interligado. É preciso infraestrutura para poder escoar a produção, é preciso de estradas e várias outras coisas que as outras secretarias podem oferecer. Eu vou estar lá reunindo isso tudo para direcionar, principalmente para a nossa região, não esquecendo as outras que a gente sabe que tem grande potencial para o agronegócio. Mas Valadares tem um potencial enorme. Pelo seu solo que é muito fértil, pelo clima, pela água em abundância. Então, nós temos que buscar para Valadares outras opções que não somente o leite e a carne. Por exemplo, temos uma grande oportunidade para a fruticultura e, no entanto, não temos nada desenvolvido aqui. A própria horticultura que municípios vizinhos como Alpercata e Inhapim estão aproveitando. Nós precisamos incrementar e melhorar isso em nossa região. Temos muita coisa a ser feita nesse setor do agronegócio, em nossa região e também no Vale do Mucuri e Jequitinhonha, que são regiões que carecem também de outras opções.

DRD — Projetos que estão dando certo em outros locais podem ser aproveitados para a nossa região? 
ANDRÉ MERLO — Sim. O governo tem todo um planejamento dessas ações, mas temos que buscar, sim. A coisa está dando certo onde? É no Triângulo Mineiro. Porque não dá certo aqui? Temos que colocar o que dá certo em outros locais, adaptando às nossas condições, para dar certo aqui também. Valadares surgiu da pecuária, e uma pecuária extrativista, então a gente precisa melhorar nossa tecnologia e a mentalidade de nossos produtores rurais. E é muito importante dizer: hoje não se trabalha com grandes empresários isolados dos pequenos empresários. A mesma atenção que se dá ao grande produtor deve ser dada também para o pequeno, para a agricultura familiar, enfim, para toda a cadeia de produção.

DRD — O que representa Valadares e região dentro do volume do agronegócio no Estado?
ANDRÉ MERLO — Muita gente acha que o Vale do Rio Doce produz mais é carne. Hoje, somos uma das maiores bacias leiteiras da América Latina, somos uma potência. Daí o interesse de laticínios se instalarem aqui. E o importante: produzimos um leite com baixo custo. Às vezes tem uma região com alta produtividade de leite, por vaca, mas com alto custo de produção. Nós temos uma média menor por vaca, mas com um custo muito mais baixo por litro produzido. Então precisamos aproveitar essa nossa capacidade, e o governo tem sido um veículo para acelerar isso aí, proporcionando formas de empresas do setor se implantarem em nossa cidade e região. 








COMENTE ESTA NOTÍCIA


COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA






NOTÍCIAS RELACIONADAS