Central do Assinante







PUBLICIDADE



AS MAIS LIDAS
Página Inicial:: >> Notícias do Brasil & Mundo >> Notícias >>
segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Desastre no meio ambiente

FOTO: Antônio Cota
EM NAQUE, peixes tentavam respirar fora da água barrenta mas morriam por causa da lama
NAQUE -

O estrago não se estende apenas à coloração e ao mau cheiro da água. Na cidade de Naque, a equipe de reportagem do DRD presenciou peixes tentando respirar fora da água barrenta. Mas por causa da lama, muitos morreram. E esse cenário de tristeza e tragédia pode ser visto ao longo do rio Doce. E não é só a “vida” marinha que sofre com essa agressão ao meio ambiente, mas também as criações, que dependem da água para sobreviver. Um homem de 75 anos que mora próximo ao rio Doce, na cidade de Naque, disse que está pegando água em uma chácara para cuidar dos animais. Ele acrescentou que muitos peixes mortos estavam em seu lote. “Empurrei muitos peixes mortos para dentro do rio, uma pena essa situação”, afirmou.

 

Outro morador que pediu para não ser identificado afirmou que já trabalhou na Samarco e que cada barragem suporta bilhões de rejeitos. “Vi todo o processo dentro da empresa, tudo o que sobra do rejeito é colocado na barragem. É feita uma perolização [dar cor ou formato de pérola] para separar o minério do ouro. E esse processo é feito com água”, disse.









COMENTE ESTA NOTÍCIA


COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA






NOTÍCIAS RELACIONADAS