Central do Assinante







PUBLICIDADE



AS MAIS LIDAS
Página Inicial:: >> Notícias de Valadares e Região >> Notícias >>
segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Câmara forma comissões para processar vereadores afastados

FOTO: Divulgação
O EX-PRESIDENTE da Câmara Adauto Carteiro é um dos acusados de receber propina do Saae

O presidente da Câmara, vereador Pedro da Utilar (PSD), convocou para ontem uma reunião extraordinária para ler o requerimento do vereador Carlos Nascimento (PSB), o qual solicitava a abertura de processo de cassação por quebra de decoro parlamentar dos 11 vereadores afastados na Operação Mar de Lama. Este requerimento foi apresentado pedindo a abertura do processo conforme determina o Decreto-lei nº 201 e não pela Resolução nº 452, que foi o rito utilizado pelos vereadores.

 

A reunião de ontem foi em atendimento a uma sentença judicial que aceitou a argumentação de uma ação civil pública impetrada por Marcion Ferreira da Silva, que alegou ser a Resolução 452 imprópria para tal procedimento. Dessa forma a Câmara se reuniu ontem e deu início a uma nova apuração sobre a quebra do decoro parlamentar por estar os 11 vereadores acusados de receberem propina para votarem projetos de interesse do Executivo.

 

A reunião teve início por volta das 14 horas, como exigido pela Justiça, e terminou por volta das 19h30. Como quatro vereadores entraram com o pedido de renúncia na sexta-feira, os vereadores formaram as comissões para analisarem a situação de cada vereador afastado. A comissão que vai investigar o ex-presidente da Câmara Adauto Carteiro (PROS) ficou formada pelos vereadores Geremias Brito (PSL), Heldo Armond (SD) e Guetão (PT).

 

As demais comissões ficaram compostas pelos vereadores: Cabo Isá (PDT) — Heldo Armond, Dilene Dileu (DEM) e Guetão; José Iderlan (PPS) — Zé Leiteiro (PPS), Guetão e Dilene Dileu; Cezinha Alvarenga (PRB) — Dilene Dileu, Jacó do Salão (PSB) e Juca Amorim (PTB); Leonardo Glória (PSD) — Sargento Ramalho (PTB), Padre Paulo (PT) e Paulinho Costa (PDT); Chiquinho (PSDB) — Zé Leiteiro, Guetão e Juarez do Salão (PSD); e Geovanne Honório (PT) — Brito, Pastora Eliane (PSD) e Juca Amorim.

 

A comissão que vai investigar o vereador Adauto Carteiro é presidida pelo vereador Geremias Brito e vai se reunir hoje, às 14 horas, no plenário da Câmara. É comentário geral na Câmara que os vereadores afastados devem ser punidos com a cassação, mas uma definição só deve acontecer na próxima legislatura por falta de tempo hábil para a conclusão dos trabalhos das comissões.









COMENTE ESTA NOTÍCIA


COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA






NOTÍCIAS RELACIONADAS