Central do Assinante







PUBLICIDADE


AS MAIS LIDAS
Página Inicial:: >> Notícias de Valadares e Região >> Notícias >>
sábado, 3 de dezembro de 2016

Orçamento municipal entra na pauta esta semana

Vereadores vão discutir a distribuição dos R$ 17,8 milhões previstos para 2017
FOTO: Antônio Cota
Paulinho Costa disse que o novo presidente terá uma grande responsabilidade: recuperar a imagem do Legislativo

A Câmara Municipal inicia nesta segunda-feira a discussão e votação do orçamento municipal para 2017, o qual precisa ser aprovado até o final deste mês. Os 21 vereadores estarão durante a semana analisando a distribuição dos R$ 17,8 milhões previstos para cobrir as despesas da máquina administrativa e investir em obras e serviços para o município. Este é o principal projeto que constará na pauta das reuniões, mas um assunto que também vem sendo muito discutido entre os vereadores é a preocupação em zerar as contas do Legislativo, para evitar problemas com a Lei de Responsabilidade Fiscal. 

 

Paulinho Costa (PDT), que já foi presidente da Casa e é considerado um dos mais experientes vereadores da atual legislatura, disse que está sendo preciso um esforço muito grande da presidência para fechar o ano. Para ele, a instabilidade administrativa gerada com a Operação Mar de Lama e o aumento de cadeiras na última gestão passada comprometeram as finanças. Por isso foi preciso a adoção de medidas austeras do presidente em exercício, Pedro da Utilar (PSD), para equilibrar despesas e receitas e entregar a Câmara sanada ao presidente que assume a Casa em janeiro. 

 

Segundo Costa, as diárias de viagens foram cortadas, os carros da Câmara estão parados nas garagens por falta de dinheiro para abastecê-los e falta até pó de café para o tradicional cafezinho dos vereadores e servidores. “Foram feitos ainda cortes de cargos comissionados, e nessa situação toda os funcionários de carreira passaram a ficar desestimulados e a produção caiu. O duodécimo que é repassado pela prefeitura está sendo inferior às despesas, e não sabemos se essas medidas serão suficientes para conseguir fechar o ano”, afirmou. 

 

Eleições

 

Num cenário de descrédito por parte da população e com a Câmara moralmente atingida pelos últimos acontecimentos, os vereadores já iniciaram as discussões para a eleição da nova Mesa Diretora, incluindo o presidente da Casa. Questionado sobre o que é preciso para recuperar a imagem da Câmara perante a opinião pública, Paulinho Costa disse que, qualquer que seja o eleito, ele terá obrigatoriamente de adotar, já no primeiro dia de gestão, uma postura ética, moral e administrativa, porque só assim as pessoas poderão voltar a ter confiança no Legislativo. 

 

Indagado se está entre os pretendentes à cadeira de presidente, Paulinho disse que todos os vereadores podem votar e ser votados e que o que está em jogo não é o nome, mas sim a capacidade que o novo presidente terá para imprimir uma administração à altura do que o cargo exige neste momento. “Fui presidente e fiz uma administração tranquila, seja na relação com os vereadores, com os funcionários e com a sociedade de uma forma geral. Usei com eficiência os recursos provenientes do duodécimo, e no final da minha gestão ainda devolvi dinheiro à prefeitura. Sei dos desafios e acho que teremos que ter um senso comum ao escolher um nome que dê uma cara nova à Câmara, e que, principalmente, devolva aos valadarenses a certeza de que a mudança vai acontecer.”








COMENTE ESTA NOTÍCIA


COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA






NOTÍCIAS RELACIONADAS