Central do Assinante







PUBLICIDADE


AS MAIS LIDAS
Página Inicial:: >> Notícias de Valadares e Região >> Notícias >>
sexta-feira, 18 de março de 2016

Anastasia defende as investigações da operação Lava-Jato

Senador afirmou em visita a Valadares que as investigações devem ir a fundo e punir quem for culpado
FOTO: Rosane Santiago
ANASTASIA ESPERA que investigações sejam aprofundadas para que o joio seja separado do trigo em meio às denúncias
GOVERNADOR VALADARES -

O senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) afirmou que a crise política e econômica que o Brasil vive hoje é a mais grave das últimas décadas. Ele, que veio a Valadares na manhã desta sexta-feira para um encontro regional do PSDB, também defendeu as investigações da operação Lava-Jato, que é comandada pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, onde se concentram as investigações. Além de Anastasia, estiveram presentes ao encontro: o presidente estadual do partido, o deputado federal Domingos Sávio; o deputado estadual José Bonifácio Mourão, outros deputados estaduais e federais, pré-candidatos de Valadares, prefeitos e lideranças políticas da região. O senador Aécio Neves, que era aguardado e presença confirmada, não compareceu ao encontro do PSDB, no qual seriam discutidos a política local e regional e as alianças para as eleições municipais deste ano, além de assuntos ligados às áreas de Educação, Política e Segurança Pública.

Anastasia, em coletiva à imprensa, comemorou a implantação da Comissão do Impeachment na Câmara dos Deputados, afirmando que o primeiro passo para o impeachment ser concretizado é a Câmara aceitar o processamento e depois o julgamento pelo Senado. “Na realidade, nós estamos vivendo hoje talvez a pior crise do Brasil nas últimas décadas e alguns dizem até da história da República. Nós temos uma crise que é política, econômica e ética, e a crise está piorando; está ficando cada dia mais aguda. Cada dia tem um fato novo que lança dificuldades sobre o quadro, que já é tão difícil. E o governo federal atual não tem a menor condição de tirar o Brasil dessa crise. Nós fomos lançados nela pelos erros do governo federal, que aprofunda a crise a cada momento. Felizmente, foi implantada na Câmara dos Deputados a Comissão do Impeachment, que vai passar a fazer o processamento daquilo que é a solução mais rápida e mais adequada para começarmos a sair da crise, que é o afastamento da presidente Dilma. Acreditamos que o PSDB tem condições de participar desse esforço de reconstrução nacional. Agora, dependemos sempre, volto a dizer, em primeiro passo, da Câmara dos Deputados aceitar o processamento e, num segundo momento, nós, do Senado Federal, fazermos um julgamento da presidente.”

Sobre as acusações do senador Delcídio do Amaral, que citou o senador Aécio Neves em sua delação premiada no caso da lista de Furnas, Anastasia defendeu que as investigações devem ser aprofundadas até o fim e afirmou que seu companheiro e líder nacional do partido é inocente. “O senador Aécio já fez as suas explicações na tribuna do Senado, o PSDB já tem sua posição, que é antiga. Qualquer que sejam todas as denúncias, todas as citações merecem ser investigadas a fundo em relação a qualquer pessoa. Porque ao contrário do que quer o PT, ninguém está acima da lei do País, então todas as pessoas que tenham sido mencionadas, acusadas vão prestar seus esclarecimentos, vão se defender e, é claro, que quem for culpado pagará e quem for inocente será inocentado. E nós sabemos que o senador Aécio é inocente. Agora, acontece que neste momento de turbilhão, é natural que alguns dos nossos inimigos queiram nos levar para o lamaçal onde eles estão acostumados. Nós vamos comprovar, sempre, a inocência dos nossos filiados, daqueles que agiram corretamente e, se porventura for comprovada alguma irregularidade de qualquer pessoa do partido, essa pessoa terá que responder. Mas com muita serenidade, sem nenhum ataque jamais a nenhuma instituição, respeito ao Poder Judiciário, respeito ao Ministério Público, respeito à Polícia Federal e valorização das instituições, ao contrário do que vemos nos nossos adversários, que estão fazendo um ataque às instituições, um ataque ao juiz, isso é muito grave.”









COMENTE ESTA NOTÍCIA


COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA






NOTÍCIAS RELACIONADAS