Central do Assinante







PUBLICIDADE



AS MAIS LIDAS
Página Inicial:: >> Policia >> Notícias >>
domingo, 14 de junho de 2009

Disque-Denúncia Unificado será lançado em Valadares amanhã

Governador Valadares é a quarta cidade do interior do Estado a contar com o Disque-Denúncia Unificado (DDU). A partir de agora, o 181 estará à disposição dos moradores, que podem fazer denúncias sobre diversos tipos de situação, desde uma obra que pode estar irregular ao repasse de informações às polícias Civil e Militar sobre aliciamento de crianças e adolescentes para o tráfico de drogas, prostituição ou outro tipo de crime.

O Disque-Denúncia exige que a pessoa não se identifique e o que anonimato do denunciante seja mantido. O informante recebe senha para acompanhar a apuração da sua denúncia, que deve ter uma resposta em, no máximo, 90 dias. Além de Valadares, Uberlândia, Uberaba e Montes Claros já contam com o serviço. As informações são recebidas 24 horas por dia, sete dias por semana.

São 60 atendentes que ficam em Belo Horizonte e encaminham a denúncia para a cidade onde o sinal do número telefônico, o 181, já está funcionando, e ela será investigada. Ainda este mês, Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira, também será contemplada com o DDU. O lançamento oficial do 181 na cidade será nesta segunda-feira (15), às 14 horas, no auditório do Hotel Pedra Negra, no bairro Nossa Senhora das Graças.

A primeira cidade a ser contemplada com o serviço do DDU foi a Capital, em novembro de 2007. Além de Belo Horizonte, outros 33 municípios da região metropolitana da Capital contam com o 181. Até abril o Disque-Denúncia já havia recebido mais de 1,2 milhão de ligações, desde sua criação, e 66 mil denúncias. O 181 é unificado porque abrange os três órgãos responsáveis pela Defesa Social do Governo mineiro: as Polícias Civil e Militar e o Corpo de Bombeiros.

A criação do DDU contou com apoio do Instituto Minas Pela Paz (IMPP), que é formado pelas dez maiores empresas do Estado. A Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) também é parceira do serviço. No lançamento para Uberlândia e Uberaba, a superintendente de integração da Seds, Geórgia Ribeiro, frisou que a ampliação do serviço para algumas cidades-pólo do interior do Estado está diretamente ligada ao expressivo número de chamadas e denúncias feitas pela população da região metropolitana durante o primeiro ano de funcionamento do serviço na Capital e outras 33 cidades.

As denúncias recebidas pelo DDU são encaminhadas para análise por representantes das polícias Civil, Militar e Corpo de Bombeiros. Logo em seguida, as informações são direcionadas aos órgãos responsáveis, tanto na região metropolitana quanto nas quatro cidades do interior que já contam com o serviço. Belo Horizonte, Betim, Contagem, Santa Luzia são as cidades do Estado que mais registraram denúncias desde a criação do DDU.

A organização não-governamental (ONG) Instituto Minas Pela Paz, fundada em fevereiro de 2007, é composta pelas dez maiores empresas de Minas. Seu objetivo é estudar, elaborar projetos e propor alternativas às autoridades para a prevenção da violência.









COMENTE ESTA NOTÍCIA


COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA






NOTÍCIAS RELACIONADAS