Moradores do bairro Palmeiras reclamam de picos de energia

457
Segundo moradores, as interrupções de energia acontecem pelo menos quatro vezes, sempre à noite. FOTO: Eduardo Lima

Os moradores do bairro Palmeiras sofrem com a queda no fornecimento de energia elétrica há 45 dias. Em alguns pontos do bairro, moradores e comerciantes já sentem o prejuízo e aguardam o serviço de manutenção.

Segundo os moradores, as quedas de energia acontecem à noite, de três a quatro vezes. “As interrupções acontecem sempre por volta das 19 horas. Já tenho quatro protocolos de atendimento da Cemig e não fizeram nada. Na primeira vez em que vieram aqui não identificaram o problema, e ficou por isso mesmo”, reclamou o comerciante Wanderlúcio Maia, morador da rua F.

Wanderlúcio disse que comerciantes na mesma rua tiveram de baixar as portas para não sofrer com os prejuízos. “No primeiro protocolo, feito há alguns dias, a Cemig disse que a manutenção seria feita somente em horário de pico. Não entendi muito bem o que quis dizer, mas tivemos de aguardar o retorno. A falta de energia prejudica o meu comércio durante o dia e a noite dos moradores, que sofrem com o calor, sem ventilador. Tenho um vizinho que já perdeu dois aparelhos de ar-condicionado queimados”, diz.

Procurada pela reportagem do DIÁRIO DO RIO DOCE, a assessoria de comunicação da Cemig informou que, para obter um diagnóstico do problema, a companhia programou um serviço de medição de tensão e análise da qualidade da energia na rede elétrica no bairro Palmeiras, e que o serviço será realizado no máximo até sexta-feira (11/01). “Os clientes que estiverem passando pelo problema podem entrar em contato com a empresa pelo aplicativo (Cemig Atende), na função ‘Estou sem Luz’, ou pela agência virtual www.cemig.com.br. O consumidor também pode enviar um SMS com a palavra ‘LUZ’ para o número 29810, ou ligar para central de atendimento, no 116”, informou a assessoria.

por Eduardo Lima | eduardolima.drd@gmail.com