Moradores do bairro Jardim Pérola estão preocupados com a cor verde da água da lagoa

706
FOTO: Divulgação

Uma paisagem que aos poucos muda de forma. Na lagoa do bairro Jardim Pérola, a água verde parece ser apenas um detalhe, mas incomoda quem passa pelo local. Em 2015 a lagoa passou por uma obra de desassoreamento. Cinco mil caminhões retiraram, aproximadamente, 60.000m³ de materiais em toda a sua extensão. Com isso, a Lagoa passou a ter 1,72m de profundidade – antes eram apenas 30cm. Muitas espécies de peixes foram colocadas na lagoa. Agora os moradores temem que esses peixes morram por causa da cor verde da água e da falta de oxigênio.

Quem caminha pela orla não está satisfeito, já que a lagoa é o cartão postal do bairro. Além dos peixes, as pessoas se encantam com os patos, garças e os famosos jacarés, que são a atração do local. Para Geralda Santos, que caminha todos os dias em volta da lagoa, é triste ver a água com aquela cor. “A cor verde deixa a lagoa feia. Fico triste e tenho medo de ver a lagoa novamente como estava antes. Todos os dias vejo a agonia dos peixes colocando a cabecinha para fora em busca de oxigênio. A lagoa está cheia de peixes e ninguém pode pescar; um tremendo desperdício.”

José Casemiro, morador do bairro Jardim Pérola, sonha em poder pescar na lagoa, mas a pesca no local é proibida. “Caso o problema da cor da água não seja resolvido, haverá uma grande mortandade de peixes. Antes podíamos pescar no aniversário da cidade, depois essa pescaria foi proibida. Não condigo entender, já que tem outras lagoas da cidade em que a pesca é liberada.”

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Agricultura e Abastecimento (SEMA) planeja criar uma ação de monitoramento de qualidade de água e acompanhar os problemas, para minimizá-los. A Sema ainda planeja instalar aeradores, que vão movimentar a água e trazer mais oxigênio para a vida aquática. Vale lembrar que, desde 2016, é proibida a pesca na Lagoa do Pérola, com risco de multa.

Câmara aprova pescaria na lagoa do Jardim Pérola

As condições para a pesca na Lagoa do bairro Jardim Pérola foram aprovadas pela Câmara Municipal. Conforme o Projeto de Lei 73/2019, de autoria dos vereadores Coronel Wagner (PMN) e Rildo do Hospital (PSL), a pesca amadora está autorizada uma vez por ano, apenas na sexta-feira anterior à Sexta-feira da Paixão. Cada pescador pode retirar o máximo de cinco peixes da lagoa, e está vedado o uso de redes, tarrafas e equipamentos similares – o descumprimento das normas está sujeito a advertência, multa, apreensão de peixes e apreensão ou destruição de equipamentos.

Segundo o vereador Coronel Wagner, a iniciativa para a elaboração do Projeto de Lei surgiu após uma visita à Lagoa do Pérola. Na oportunidade, moradores denunciaram a alta mortandade de peixes no local. O parlamentar acredita que a pesca, com as condições regulamentadas, contribuirá para o controle populacional dos peixes. Ao mesmo tempo, a comunidade ganha mais uma oportunidade de lazer.