Homônimas e Parônimas

0
290

As palavras homônimas (grafia ou pronúncia igual) e parônimas (grafia e pronúncia parecidas) têm atormentado muita gente, e gente até de gravata…

Há também aqueles casos em que a pessoa usa palavras erradas com o som parecido com as que deseja usar. Por isso eu sempre recomendo a meus alunos e às pessoas com quem tenho contato que, quando ouvirem ou lerem uma palavra desconhecida, busquem o seu significado, pronúncia e grafia corretas. Assim, podemos evitar as gafes. Já ouvi muito “singular” em lugar de celular…

Certa vez, num auditório em que faria uma palestra, fui vítima de um apresentador descuidado. O cidadão era um velho amigo meu e me conhecia muito bem. Ao me apresentar, fez referência à sua ligação com a minha família e de como recebeu apoio e carinho quando veio para a nossa cidade. E foi por aí e ficou muito entusiasmado. A certa altura, para deixar bem clara a sua ligação com o apresentado e sua família, entusiasmadíssimo, falou: “O Ilvece é para mim como um ‘famigerado!'” (caso raro de aspas triplas). Achei que ele estivesse brincando e dei um sorriso e olhei para a plateia. Nem ele, nem ninguém estava sorrindo… Ele quis dizer que eu era para ele como um familiar…

Para não cansar meus queridos leitores, falarei hoje apenas das palavras homônimas.

Há dois tipos de palavras homônimas: a) as que são escritas da mesma forma, chamadas homógrafas: manga (fruta), manga (divisão de pasto), manga (parte da vestimenta), manga(forma do verbo mangar); b) as que são escritas de forma diferente, as chamadas heterógrafas: incipiente (iniciante), insipiente (ignorante), seção (repartição), sessão (reunião), cessão (ato de ceder). As palavras homônimas têm o mesmo som.

O caso é que as palavras homônimas podem confundir. Dando continuidade ao estudo desses tipos de palavras, vejamos as seguintes:

BUCHO e BUXO – A primeira é estômago de animais. É um órgão muito feio e enrugado. Quando alguém quer ofender a uma mulher, chama-a de bucho… É uma ofensa muito grande. A segunda é o nome de um arbusto.

  1. BROCHA e BROXA – Com CH, é um prego curto. Significa também uma pessoa sobrecarregada de trabalho (Alagoas). Com X, é um pincel grande usado para caiações. Na linguagem chula, é um indivíduo sexualmente impotente.
  2. CAÇAR e CASSAR – Com Ç, é apanhar animais ou aves, buscar, procurar. Não é uma linguagem muito bonita, mas não é errado dizer: Estou caçando alguém para trabalhar comigo. Com SS, é anular, abolir, suprimir: O deputado foi cassado pela Câmara e, porque fugiu, foi caçado pela polícia…
  3. CALÇÃO e CAUÇÃO – Com L, é calça curta. Interessante é que certas palavras, embora com terminação de aumentativo, significam o contrário, como é o caso de calção, portão, e mais interessante ainda é que as palavras calçãozinho e portãozinho são diminutivos de aumentativos… Com U, é garantia, fiança.
  4. CALDA e CAUDA – Com L, é sumo, suco, xarope. Com U, é rabo, retaguarda, barra, ponta (do vestido).

Quem fala ou escreve deve tomar muito cuidado com esse tipo de palavra. É bom, sempre que possível, consultar um bom dicionário.

Ilvece Cunha | Professor de Português | ilvececunha@hotmail.com | Siga-me no Facebook, Twiter, Instagram