Grupo busca voluntários e doações para atendimento a moradores de rua

Além de servir refeições a moradores de rua, o grupo também faz visitas a asilos e hospitais, principalmente em datas comemorativas.Crédito: Divulgação

O grupo Força do Bem está à procura de doações e mais voluntários para ação social com moradores de rua. Atualmente com cerca de 30 participantes, o grupo percorre as ruas de Governador Valadares às quintas-feiras à noite para oferecer refeições a quem não tem lugar para viver. O grupo também realiza visitas a asilos e hospitais. O Força do Bem se reúne a cada três meses, e interessados em participar podem comparecer ao próximo encontro, no dia 4 de setembro, na Faculdade Pitágoras (ao lado do GV Shopping).

“A gente já fazia esse trabalho antes, mas voltamos à ativa em abril de 2017. A cada semana a gente reúne os voluntários a partir de segunda-feira para divulgar o cardápio e pedir doações. Nossa principal atividade é com os moradores de rua, é o que nos exige mais tempo e mais trabalho. Mas também fazemos visitas a asilos e hospitais, principalmente em datas comemorativas, e organizamos eventos como um Dia de Beleza ou uma Tarde de Lazer”, explica Gabriel Teodoro, um dos membros do grupo Força do Bem.

O cardápio do jantar servido aos moradores de rua é variado, incluindo pratos como estrogonofe, baião de dois, angu à baiana, carne e salada. Eventualmente, a janta é acompanhada por fruta, suco ou refrigerante. Para realizar esse trabalho, Teodoro espera que mais voluntários se somem ao grupo para apoiar as ações. “A gente nem recebe doações em dinheiro, porque nossa intenção é mesmo ajudar as pessoas. Precisamos de alimentos e da mão de obra, principalmente para ajudar a preparar as refeições e a ir para as entregas”, frisou.

A reunião no dia 4 de setembro será aberta a quem quiser se tornar um voluntário. Quem deseja participar ou fazer uma doação pode procurar as redes sociais do grupo Força do Bem, ou entrar em contato via telefone, por meio dos números (33) 99129-1357 ou (33) 99800-7165.

por THIAGO FERREIRA COELHO | thiago@drd.com.br