Golpe do “sextorsão” chega a Valadares e faz vítimas

683
"O GV Shopping comunica a todos que é vítima de perfil fake. O perfil apresentado na imagem é um fake utilizado para enganar os clientes" . Foto - Instagram

Aqueles que costumam participar de grupos nas redes sociais devem ficar atentos. Nem todas as pessoas são confiáveis. Geralmente os grupos são locais, para trocas de informações e de entretenimento, mas um simples link pode causar prejuízo e transtorno. Casos de hackers em redes sociais são comuns e as vítimas devem registrar o Boletim de Ocorrência.

O que parecia ser um vídeo comum acabou causando um transtorno a um empresário da cidade, que pediu anonimato, para preservar o seu nome e o de sua família. Ele conta que passou por um sufoco após ter sido hackeado e ter suas redes sociais ‘sequestradas’. Tudo aconteceu muito rápido, quando ele clicou em um link de vídeo. Na hora, não aconteceu nada.

A ficha só caiu quando ele começou a ser ameaçado. A quadrilha roubou todos os seus dados e começou a fazer montagens com fotos dele, depois entrou em contato dizendo que se ele não depositasse uma certa quantia em dinheiro as fotos vazariam e ele teria sua imagem denegrida perante a sociedade. O empresário manteve a calma, conversou com seus familiares, alertou os amigos das redes sociais, fez um boletim de ocorrência e também procurou a Polícia Federal.

Ao conversar com outras pessoas, o empresário descobriu que não foi o único a passar por isso em Valadares. Outras vítimas já teriam caído no golpe e até efetuado o pagamento, por medo de ter as montagens expostas nas redes sociais.

Depois do golpe, vem a burocracia, que é tentar bloquear a conta para evitar que o golpista possa fazer vítimas na rede de amizades do empresário. Ele foi aconselhado pela Polícia a excluir todas as suas contas nas redes sociais e da família também. Segundo o empresário, a Polícia Federal chegou a informar que poderia ser uma quadrilha internacional que já está sendo investigada.

“Não perdi dinheiro com o golpe, mas o desgaste emocional machucou muito a mim e à minha família. Agora é viver longe das redes sociais por um tempo e tentar recomeçar. Deixo meu alerta para aqueles que possam vir a passar por isso: não paguem nada, conversem com a família e contem o que está acontecendo; em seguida, procurem a polícia”, alerta o empresário.

O que é o golpe do “sextorsão”

Esse tipo de golpe é conhecido como sextorsão por juntar as palavras “sexo” e “extorsão”. O termo se refere a situações nas quais um criminoso ameaça divulgar imagens íntimas – que podem ou não existir -, para obrigar a vítima a fazer algo contra sua vontade (como, por exemplo, pagar somas em dinheiro, enviar mais fotos ou até fazer atos sexuais contra sua vontade).

A “sextorsão” tem se tornado cada vez mais comum, segundo dados da SaferNet Brasil, uma ONG dedicada a defender os direitos humanos na internet. Em 2007, por exemplo, a organização registrou apenas cinco casos. Em 2017, o número saltou para 289 – considerando-se ainda que apenas uma a cada três vítimas conta a alguém sobre o crime. Nesse ritmo, podemos ter mais de 16 mil indivíduos vitimados até o final de 2027. Esse tipo de chantagem é mais comum entre meninas e mulheres – atualmente, 69% dos alvos.

Perfil fake atinge o GV Shopping

O GV Shopping também foi surpreendido por uma postagem no instagram, em uma conta da Heineken informando que uma possível loja seria inaugurada no empreendimento no dia 27 de fevereiro. Ainda de acordo com a postagem, seriam sorteadas algumas entradas para o Open Bar na noite de inauguração.

“O GV Shopping comunica a todos que é vítima de perfil fake. O perfil apresentado na imagem é um fake utilizado para enganar os clientes” . Foto – Instagram

“O GV Shopping comunica a todos que é vítima de perfil fake. O perfil apresentado na imagem é um fake utilizado para enganar os clientes. Esta loja não será inaugurada no GV Shopping e, portanto, não está realizando a promoção descrita e nem selecionando candidatos para preenchimento de vagas de emprego para a suposta loja em nosso empreendimento. Pedimos que denunciem o perfil para que seja suspenso. Todas as medidas legais para identificar os responsáveis estão sendo tomadas. O perfil e outras informações sobre nossas lojas podem ser encontradas em nosso site: www.gvshopping.com.br e em nossas redes sociais: @gvshoppingoficial e www.facebook.com/gvshopping “.

O que fazer para se proteger

Desconfiar de todos os e-mails recebidos de remetentes desconhecidos é a regra número um para se proteger de ataques virtuais. Nunca faça download de arquivos que estejam nesse tipo de e-mail nem clique em links. Mesmo que você conheça o contato, tenha cuidado na hora de baixar anexos, pois podem estar infectados por malware.

Ter antivírus instalado no computador ou celular é outra dica básica, mas essencial. Para os casos de sextorsão em específico, é interessante sempre deixar a webcam coberta e desativada. Outra dica é deixar os arquivos com fotos ou vídeos íntimos, caso existam, em uma mídia à parte, como HD externo, e protegidos por senha.

A ‘ vida’ na internet mostra que é preciso ter cuidado nas redes sociais, ainda mais ao conversar com estranhos. Casos como o do empresário, que foi hackeado através de um link, são comuns, mas a estratégia dos golpistas são variadas. No caso do Shopping, por exemplo, não houve extorsão em forma de dinheiro, mas a situação causou alguns transtornos, tanto para o empreendimento quanto para as pessoas que queriam participar do suposto sorteio.