Fiemg, Sesi e Senai trabalham juntos para o desenvolvimento de Valadares

0
262
Marcos Lopes exalta o trabalho conjunto da Fiemg com o Sesi e o Senai. FOTO: Divulgação

A Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) Regional Rio Doce, o Serviço Social da Indústria (Sesi) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) vêm trabalhando juntos para que as indústrias se desenvolvam e os alunos tenham uma educação de excelência, cheguem preparados ao mercado de trabalho e trabalhem com mais saúde e segurança. Com o pensamento solidificado no desenvolvimento econômico e social é que essas três instituições se empenham e geram resultados expressivos em Governador Valadares.

A Fiemg Regional Rio Doce, com sede em Governador Valadares, é presidida atualmente pelo empresário Marcos Lopes Farias e atende 91 cidades da região. E em parceria com os sindicatos empresariais, ela tem a missão de promover a indústria, em sintonia com os interesses da sociedade, estimulando os valores da livre iniciativa e o empreendedorismo.

A Regional Rio Doce reforça seu compromisso de atuar na defesa de interesses da indústria, na educação e na promoção da competitividade e, por isso, oferece diversas soluções nas áreas de capitalização e financiamento, meio ambiente, assessoria jurídica tributária e trabalhista, inovação e na realização de palestras, seminários e workshops.

Sesi

O Sesi trabalha para fortalecer as indústrias, proporcionar inclusão social por meio de projetos da Rede Sesi de Virtudes, e mais qualidade de vida aos empregados, além de oferecer uma educação de qualidade que prepara o aluno para a vida. Programas como Saúde e Segurança do Trabalho, Odontoindústria, Escola Sesi de Esportes, Escola Sesi de Artes e Cultura e Educação por meio dos ensinos fundamental e médio, classificam a Escola Sesi como uma das melhores da região, com destaque para os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), onde os alunos do 3º ano vivenciam, de forma integral, aulas preparatórias, simulados e ainda contam com um aplicativo com conteúdo atualizado que os prepara para a realização do Enem.

A cultura maker também faz parte da vivência dos alunos. É aplicada através da metodologia lego e robótica, que vai dos anos iniciais até o ensino médio. Outro diferencial da escola é a formação potencializada, onde alunos do ensino médio fazem, simultaneamente, um curso técnico no Senai e são direcionados para o mercado de trabalho. “A cultura maker dá liberdade ao aluno de criar, inovar, desenvolver, sem ter a dependência do professor”, ressaltou a gerente do Sesi e Senai, Jacqueline Iamin Coelho.

Senai

No Senai, a maior rede de educação profissional da América Latina, o cursos de aprendizagem industrial são oferecidos a candidatos a partir dos 14 anos. Além de ser referência no Brasil inteiro, é reconhecido pela inovação e soluções tecnológicas e educacionais. O Senai oferece ainda serviços laboratoriais e assessoria técnica e tecnológica para o desenvolvimento de novos projetos e novos produtos, aperfeiçoamento de processos produtivos, além de implantar um espaço maker, voltado para o incentivo à inovação.

Cursos de qualificação e técnicos também formam verdadeiros talentos no Senai, dando oportunidade para o trabalhador se qualificar e conseguir uma inserção ou sua recolocação no mercado, gerando emprego e renda.

As escolas possuem programas que vão da educação básica à qualificação profissional e projetos educativos conectados ao futuro, por meio dos quais o aluno aprende fazendo. Tem grande incentivo à tecnologia e à inovação, com apoio ao surgimento de startups.

Só nos últimos anos, quase 5 mil alunos foram matriculados na educação básica e mais de 15 mil alunos na educação profissional. Além disso, mais de 4 mil alunos praticaram alguma modalidade esportiva na Escola Sesi de Esporte ou balé e jazz na Escola de Artes e Cultura. No ano passado, a área de saúde e segurança do Sesi atendeu mais de 90 empresas e mais de 9 mil pessoas.

Já a Fiemg Regional Rio Doce promoveu mais de 10 mil horas de capacitação, atendendo mais de 300 indústrias e qualificando mais de 5 mil pessoas por meio da Escola Móvel. “Junto com o Sesi e o Senai, a Fiemg está muito motivada a atingir os resultados que pretendemos para que possamos ver Governador Valadares e região no lugar que realmente merecem estar”, disse Marcos Lopes.

Os bons frutos são resultado de um trabalho de dedicação, com vistas ao crescimento da indústria e das pessoas. “É assim que queremos ser reconhecidos: como o maior parceiro da indústria. Só com a união dos industriais e industriários, dos sindicatos empresariais e com a contribuição da Fiemg Regional Rio Doce, Sesi e Senai é que poderemos construir uma indústria forte e sustentável”, concluiu o presidente.

Marcos Lopes exalta o trabalho conjunto da Fiemg com o Sesi e o Senai