Família Perim: Pioneira nos meios de transporte em Valadares

0
451
Adolfo Perim e seu veículo predileto: a bicicleta. FOTOS: Eduardo Lima / Divulgação

Entre os primeiros habitantes que desbravaram essas terras ainda chamadas de Figueira do Rio Doce encontramos a família Perim. Aventureiros descendentes de italianos, que vieram em busca de trabalho no Brasil e foram responsáveis pelos primeiros meios de transporte em Governador Valadares.

A Viação Rodoviária Irmãos Perim foi a primeira empresa de transporte coletivo em Governador Valadares.FOTOS: Eduardo Lima / Divulgação

O médico pediatra Carlos Nicola Perim, 72 anos, tem como hobby colecionar discos do Elvis Presley. Outro hobby do médico é colecionar histórias. Muitas delas encartadas em livros e reportagens especiais sobre a vida da família Perim no Brasil. Nesta edição especial dos 81 anos de Governador Valadares, o médico resgatou alguns momentos importantes da sua família em Valadares. “A família Perim veio de Vêneto, norte da Itália, uma região dividida em pequenas províncias. Isso em 1650. A fome, a miséria e a falta de trabalho na Europa obrigaram a família a procurar outros lugares para sobreviver. Três nomes foram fundamentais para as raízes da família Perim em Valadares: Nicola Perim, Pedro Perim e Vitório Perim”, explicou Carlos Nicola.

Nascimento da Casa Perim

De acordo com Carlos Nicola, o primeiro Perim que aportou em Governador Valadares foi seu tio Adolfo Ângelo Perim, que deixou o município de Castelo, no Espírito Santo (ES), em 1938. Gastou dois dias de viagem de Castelo até Valadares. Encontrou a cidade em ebulição, ainda comemorando sua emancipação política, que aconteceu naquele ano. Em seu primeiro contato com a cidade, foi a um jogo do Democrata, encantou-se pelo time e não quis ir embora. Não demorou muito tempo para montar junto com o irmão, Fausto Perim, o primeiro empreendimento: uma garagem de conserto de bicicletas, meio de transporte mais usado na época.

O negócio prosperou e surgiu, então, a Casa Perim. No local se vendia e consertava bicicletas. Quando abriram a rodovia Rio Bahia, mesmo ainda sem asfalto, os transportes coletivos começaram a aparecer na região. Percebendo que a cidade tinha possibilidade de crescer, Adolfo, juntamente com os irmãos, resolveu apostar em um novo ramo: a Viação Rodoviária Irmãos Perim, focada no transporte coletivo, entre os anos de 1946 e 1958. Tempos depois os irmãos Perim decidiram criar as primeiras linhas de viagens para outras cidades, como Mantena, Mendes Pimentel, Alpercata, Frei Inocêncio e Virgolândia.

Com dificuldade para encontrar combustível, no ano de 1944 levantaram também o primeiro posto de combustíveis em Valadares, na rua Peçanha. Segundo Nicola, o posto continua em atividade até hoje. “Antes a gasolina e o querosene eram vendidos em galões. O papai e o meu tio sempre pensavam à frente do seu tempo”, afirmou.

Valadares, a cidade das bicicletas

Nicola Perim lembra com carinho do legado deixado pelos primeiros familiares em Valadares. “A gente morava em uma pensão no Edifício Ivo de Tassis, na entrada da Ilha dos Araújos. Ali a gente consertava as bicicletas. Como o negócio estava dando certo, migramos para a Marechal Floriano, para abrir uma nova garagem. Em seguida montamos a Casa Perim, na Israel Pinheiro, perto da antiga Casa Byrro. Depois disso foi montado a primeira empresa de ônibus dentro de Valadares. Eu me lembro que os ônibus abriram estradas para outras cidades e as viagens chegavam a durar três dias. Naquela época não tinha moleza não. Todo mundo era obrigado a ajudar o papai. Eu ficava o dia inteiro consertando bicicletas e vendendo peças no balcão. Lembro-me que a gente tinha que ir até o Rio de Janeiro para comprar as peças; eu tinha 16 anos nessa época”, contou.

Adolfo Perim e seu veículo predileto: a bicicleta. FOTOS: Eduardo Lima / Divulgação

Um dos eventos mais aguardados na época era a corrida de bicicleta, que acontecia em frente à Casa Perim. Competidores saíam de todos os cantos para participar da corrida. Os modelos que se destacavam na época eram Raleigh barra aro 28, Humber 1940 e Bauer alemã. Com o tempo, cada irmão Perim foi para seu lado e Nicola foi se aproximando da medicina, mas não se distanciava dos negócios do pai.

Hoje o médico aproveita os intervalos no consultório para escrever ou contar sobre os fatos do passado da família Perim, os quais podem ser encontrados na internet, através do site www.familiaperim.com.br. “Outras famílias também contribuíram para o desenvolvimento da cidade; cada família teve sua importância. Acho que pouca gente conta sobre a história da nossa cidade. Algumas pessoas sabem, mas a maioria desconhece sobre as primeiras fundações e empresas. O desenvolvimento de Governador Valadares nesses 81 anos é graças aos próprios valadarenses”, concluiu Perim.