Fadivale desenvolve sistema de reaproveitamento de água

De acordo Altino Machado, os reservatórios têm capacidade para armazenar até 220 litros de água por dia, que é reaproveitada na limpeza das salas de aula.Foto: Eduardo Lima

Uma ideia simples que pode fazer a diferença. Neste Dia Mundial do Meio Ambiente (5 de junho), a Faculdade de Direito de Governador Valadares (Fadivale) prova que é possível conscientizar os acadêmicos com atitudes sustentáveis, pensando no meio ambiente. A diretoria da faculdade desenvolveu um sistema de reaproveitamento da água que era desperdiçada na instituição. São reservatórios com capacidade para armazenar até 220 litros de água por dia, a qual é reaproveitada na limpeza das salas de aula. A ideia partiu de Altino Machado D’Oliveira Júnior, diretor financeiro da faculdade.

De acordo com Altino Machado, o sistema funciona com a captação de água pelos canos dos ares-condicionados. Para quem não sabe, os aparelhos de ar-condicionado expelem água, extraída do ar interno do ambiente, e, através do seu processo de condensação, precisam “jogar fora” essa água. O que ocorre na maioria dos casos é que a água é expelida diretamente em uma tubulação e depois descartada para o lado de fora.

“Uma vez saí andando pela faculdade e observei uma cortina de água que se formava, vindo de todos os ares-condicionados das salas de aula. Reparei que era muita água que saía pelos canos. Além de se espalhar toda pelo chão, parecia um desperdício ver aquela água ir embora. Diante disso, tive a ideia de canalizar essa água, através de canos e mangueiras, para quatro tambores de uma média de 220 litros. Tomei o cuidado de tampar todos os tambores primeiro, para evitar focos de dengue. Essa água é usada na limpeza da faculdade”, explicou Altino.

O diretor financeiro contou que há quase quatro anos o sistema de reutilização de água do ar-condicionado vem sendo usado na faculdade. “Resultado disso foi que a conta de água da faculdade caiu de 5 mil reais para 1.500 reais por mês. Queremos conscientizar a população quanto à existência de medidas que podem reduzir os impactos ambientais, resultantes do desperdício de água, e gerar economia para a Fadivale”, afirmou.

Ao todo, são quatro reservatórios espalhados pela faculdade. Mas o diretor financeiro informou que vai implantar o mesmo sistema nos demais andares do prédio, com mais quatro reservatórios. “A gente se preocupa sempre em economizar. Já estamos planejando mudar a energia da faculdade para a fotovoltaica. Isso vai gerar uma economia para nós. Outra medida futura é captar a água da chuva pelas calhas do telhado e drenar para um reservatório maior. Lembrando que essa água não é para consumo, mas para limpeza”, afirmou.

Semana do Meio Ambiente continua em GV

O Dia Mundial do Meio Ambiente foi criado pela ONU em 1972 e propõe políticas de proteção e preservação ambiental. Nesse sentido, diversos órgãos em Governador Valadares iniciaram, na segunda-feira (3), a Semana do Meio Ambiente, que terá, até o dia 8 de junho, uma série de ações voltadas para a sustentabilidade. Além da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Agricultura e Abastecimento (SEMA), o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Doce (CBH-Doce) e do Rio Suaçuí (CBH- Suaçuí), o Instituto Estadual de Florestas (IEF), a Superintendência Regional de Meio Ambiente (SUPRAM), a Polícia Militar do Meio Ambiente e o Corpo de Bombeiros estão desenvolvendo, em conjunto, ações ao longo da semana.

Para hoje, das 8h às 10h: “Ações Sustentáveis”, desenvolvidas pela Escola Estadual Abílio Rodrigues Patto, na rua Ituiutaba, 750, Esperança. Das 9h às 12h, a Polícia Militar do Meio Ambiente vai estar em uma ação conjunta na praça dos Pioneiros, onde será realizada uma exposição de animais taxidermisados e haverá distribuição de hipoclorito. Às 18h30 será realizado no auditório da OAB/GV, na rua Marechal Floriano, 716, Centro, a palestra: “Temas Atuais de Direito Ambiental”.

O encerramento da Semana do Meio Ambiente será no sábado (8), em trilha na Ibituruna, com saída às 7 horas em frente ao Parque Natural Municipal, e o abraço em volta da Lagoa Santa, com a Associação dos Moradores do Bairro Morada do Vale, às 8 horas.

por Eduardo Lima | eduardolima@drd.com.br