Faculdade Pitágoras promove Feira de Empregabilidade amanhã

Mariana Silva, diretora da Faculdade Pitágoras de Governador Valadares.Foto: Divulgação

A taxa de desemprego no país apresentou leve recuo, de 12,7% para 12%, segundo pesquisa divulgada neste mês pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Os dados integram a Pnad Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios). Embora animadora, a notícia ainda não traz alívio ao brasileiro: no total, o desemprego atinge 12,8 milhões de trabalhadores, sendo que 3,3 milhões deles procuram trabalho há, pelo menos, dois anos.

Para transformar esse cenário, a Faculdade Pitágoras busca ampliar as possibilidades de quem está à procura da tão sonhada vaga no mercado de trabalho e anuncia a Feira de Empregabilidade, evento gratuito e aberto à comunidade, que será realizado nesta quinta-feira, 29 de agosto, e reunirá oportunidades de trabalho em diversas áreas. Serão ofertadas mais de 100 vagas de emprego e estágio.

Além da oferta de vagas, a Feira é ideal para estabelecer ou ampliar uma rica rede de contatos. A proposta é apoiar o desafio de inserir essa fatia da sociedade de volta no mercado de trabalho, compromisso que também assumimos enquanto agentes transformadores do contexto social, comenta Mariana Silva, diretora da Faculdade Pitágoras de Governador Valadares.

Bolsa Inclusão

Outra iniciativa com o objetivo de ampliar as possibilidades de entrada do cidadão no mercado de trabalho é a Bolsa Inclusão Social. Lançada recentemente pela Faculdade Pitágoras, isenta o estudante de algumas mensalidades do curso, a fim de permitir acesso do público atualmente desempregado ao ensino superior.

Quem não estiver trabalhando formalmente pode contar com o benefício. Até o dia 30 de setembro ele é válido para a modalidade EAD, mediante taxa de matrícula no valor a partir de R$ 59. Cursos da modalidade presencial também estão contemplados. Nesse caso, o prazo vai até 12 de setembro. O benefício não é estendido para os cursos de Medicina, Medicina Veterinária, Odontologia e Direito.

Para requerer, o interessado precisará apresentar a carteira de trabalho para comprovar que teve, ao menos, um vínculo empregatício anterior e que está momentaneamente desempregado. Outros documentos exigidos são: histórico escolar, CPF e documento original com foto.