ERROS CABELUDOS

Ouvi, há poucos dias, no seu programa na tv, o Sílvio Santos perguntar a uma senhora: “… em algumas das GRAVIDEZ a senhora quis saber o sexo da criança?” Escorregou no plural de gravidez. O certo é GRAVIDEZES. Reconheço que poucas pessoas acertariam esse plural, pois seu uso não é muito comum.

A outra senhora, perguntou: “A senhora afirmou que pesa noventa e um quilos e SETECENTAS gramas”. Escorregou de novo. A palavra grama, quando indica massa, peso, é masculina. Portanto, as palavras que a ela se referem devem também estar no masculino. Assim, o certo é SETECENTOS gramas. Por extensão, diz-se também: dois gramas, duzentos gramas, alguns gramas, poucos gramas, o grama, etc. A GRAMA, no feminino, é planta: A grama é verde.

Também vi escrito num importante jornal: “O juiz INTERVIU…” Cabeludíssimo erro! O certo é INTERVEIO. O verbo intervir é conjugado como o verbo VIR, pois dele é derivado. Veja bem: ele veio > ele interveio. É só conjugar o verbo vir e colocar o prefixo INTER antes dele: Eu intervim no assunto. / Ele intervinha. / Nós interviemos, etc.

Quando tiver dúvida, basta conjugar o verbo VIR. Faça o mesmo com todos os verbos derivados. O verbo que dá origem a outro chama-se primitivo. Há muitos em nossa língua.

Interessante é o que acontece com o verbo REAVER. Ele é derivado do verbo HAVER> RE+HAVER. Não confundir com o verbo REVER, que é derivado de VER. Reaver significa: haver de novo, recuperar – aquilo de cuja posse havia sido privado. Ele é conjugado como o verbo HAVER, logicamente sem o H, somente naquelas pessoas em que haver conserva a letra V. Assim, no presente do indicativo, é: nós reavemos, vós reaveis, uma vez que o verbo haver no presente do indicativo conjuga-se assim: eu hei, tu hás, ele há, nos havemos, vós haveis, eles hão. Observe que a letra V só aparece em nós e vós. Faça o mesmo que todas as outras formas do verbo REAVER. Conjugue primeiramente HAVER, retire o H e acrescente o prefixo RE: Eu havia > eu reavia. / Eu houve > eu reouve. / Se eu houvesse > se eu reouvesse, etc.

Se você começar a prestar atenção ao que escreve ou fala, poderá melhorar muito a sua linguagem. O grande problema é que a grande maioria das pessoas não toma os devidos cuidados. Não tenha preguiça de consultar o dicionário. Ele é a fonte das palavras. Não se esqueça de que a boa linguagem – falada e escrita – abre muitas portas e pode ajudá-lo muito a atingir seus objetivos na vida.

O pior é que muitas emissoras de rádio, tv, jornais e revistas e outros órgãos de comunicação não dão o devido valor ao principal instrumento de trabalho deles mesmos: A PALAVRA.

Além de outros erros – e são muitos -, é comum esses órgãos continuarem a escrever HORAS erradamente. Não use S nem ponto (a menos que seja no final da frase); também jamais use letra maiúscula, nem 00. Veja as formas corretas: 19h / 19h30 / 19h30min. Simples assim.

Quer saber de uma coisa? O MELHOR É FAZER UM BOM CURSO DE PORTUGUÊS…

Ilvece Cunha | Professor de Português | ilvececunha@hotmail.com