Equipe da UTI Neonatal do HM realiza confraternização para mães

FOTO:Divulgação

Um pouco de atenção, carinho e informação certa num momento de fragilidade, muitas vezes, fortalece as pessoas. E foi nesse sentido que a equipe de servidores da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal do Hospital Municipal (HM) promoveu um momento especial para as mamães com filhos internados na pediatria.

Na quinta-feira (15) e na sexta-feira (16) foram realizados dois momentos distintos. Primeiro, uma roda de conversa conduzida pela psicóloga Maria Teresa Ali Alvarenga, com o apoio da responsável técnica da UTI Neonatal, Eliane Moreira da Silva Garcia. Na ocasião, as mamães puderam se informar e tirar dúvidas sobre os cuidados de enfermagem e receber orientações sobre a importância da amamentação, de quando o vínculo mãe e filho é quebrado devido à internação da criança, entre outros.

De acordo com Eliane, esse momento é muito importante e neste mês de agosto os trabalhos são intensificados. “Nós conversamos muito com elas, são incentivadas à amamentação, mas, quando não é possível, enfatizamos que nutrir é um ato de amor e que elas são importantes, seja amamentando, dando leite no copinho, sonda acoplada, chuca ou quando o bebê tem uma gastrostomia”, explicou.

Já a tarde de sexta-feira (16) foi a vez da dra. Denise Caldas Marques conversar com as mães, uma oportunidade de enaltecer a importância delas no tratamento, na nutrição dos bebês, do toque, do amor e da dedicação de toda a família durante o tratamento. “Compartilhar as dúvidas e angústias desse momento pode ajudar muito. Toda a família se sente abraçada, acolhida e, consequentemente, mais forte para enfrentar a situação”, ressaltou Denise.

Houve ainda um espaço para as mães exporem suas angústias, tirarem dúvidas, compartilharem experiências e se aproximarem mais da equipe que trabalha na unidade. “O nosso contato, muitas vezes, é diário e por um longo tempo, e por isso manter essa proximidade, essa interação entre mãe e filho, é muito importante, e por isso neste mês de agosto enfatizamos o quanto a amamentação, essa presença, esse vínculo são primordiais”.

Essa foi mais uma das ações de humanização do atendimento na prestação de serviços da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).