Encontro da Rede de Atendimento à Mulher em Situação de Violência é realizado em Valadares

FOTO:Divulgação.

Com o apoio do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), foi realizado em Governador Valadares, no dia 12 de março, o Primeiro Encontro da Rede de Atendimento à Mulher em Situação de Violência. O evento, promovido em comemoração ao mês das mulheres, homenageou o trabalho realizado pelo Grupo de Articulação de Rede de Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher (G.A.R.) e contou com a presença de 400 pessoas, todas ligadas à Rede.

Ao longo de todo o ano passado ocorreram reuniões bimestrais do G.A.R., para definição de estratégias de combate aos crimes de violência doméstica, apoio às vítimas e análise das dificuldades no trato do assunto, a fim de buscar uma melhor prestação de serviço à comunidade.

Criado com o apoio e a parceria da 6ª Promotoria de Justiça da cidade, o G.A.R. é coordenado pela juíza da 2ª Vara Criminal, Solange de Borba Reimberg. Além do MPMG e do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, integram o Grupo as polícias Civil e Militar, a Patrulha de Prevenção à Violência Doméstica, o Centro Judicial de Solução de Conflitos e Cidadania, a Defensoria Pública, as secretarias de Assistência Social, Educação e Saúde, a OAB, a Universidade Federal de Juiz de Fora, o Conselho Comunitário de Segurança Pública e o Conselho Municipal de Direitos da Mulher.

A promotora de Justiça Carla Regina Goulart Salaro Duvanel proferiu palestra sobre o conceito de violência doméstica e a importância de todos os integrantes da Rede conhecerem a fundo a Lei Maria da Penha. “Buscamos, assim, que os casos concretos sejam devidamente enquadrados e os dados estatísticos se aproximem mais da realidade, para que seja alcançada uma maior eficácia na proteção das mulheres”, afirmou a palestrante.