Cuidados com os olhos devem ser redobrados no verão

0
314
De acordo com os oftalmologistas, é preciso fazer a higiene dos olhos diariamente, como soro fisiológico 0,9%, e usar óculos de sol com proteção

Muita gente aproveita a chegada do verão, principalmente quem pode desfrutar das merecidas férias. É uma oportunidade de estar mais ao ar livre, tomar sol, ir à praia ou ao clube, porém, é fundamental proteger os olhos. Esta semana o DIÁRIO DO RIO DOCE conversou com o médico oftalmologista Maurício Dutra, que falou sobre cuidados essenciais para proteger a visão durante o verão.

As alergias e irritações nos olhos são problemas comuns neste período do ano e, de um modo geral, decorrem do excesso de cloro das piscinas, da exposição à luz do sol e aos filtros solares. Por isso, não é bom sair de casa sem antes aplicar uma boa camada de filtro solar na pele, mas também colocar os óculos de sol e algum tipo de proteção na cabeça, seja um boné, um lenço ou um chapéu. Isso porque, com as altas temperaturas, a incidência dos raios ultravioleta aumenta e pode causar até mesmo infecções e doenças mais graves. Na opinião do oftalmologista, esses cuidados são simples e essenciais para evitar doenças nos olhos. “Primeiramente, devemos proteger os olhos dos raios solares. No verão, a incidência dos raios solares é maior e a proteção é fundamental. Outro cuidado é com a higiene dos olhos. Podemos fazê-lo diariamente como soro fisiológico 0,9%”, explica.

Protetor solar

Ao escolher o protetor solar, Maurício Dutra faz um alerta. “Existem protetores solares que, ao cair nos olhos, não causam transtorno aos usuários, principalmente os protetores de uso infantil. As maquiagens ou cremes devem ser retirados de um dia para o outro, fazendo uma higienização das pálpebras, retirando todo o excesso de maquiagem ou creme. Em caso de alergia, a primeira coisa a fazer é a higiene ocular com soro fisiológico 0,9% levemente gelado. Se persistir a alergia, deve-se procurar um oftalmologista”, alerta.

O médico também chama a atenção para casos de conjuntivite – doença que se manifesta através de vermelhidão, sensação de pálpebras coladas e lacrimejamento excessivo. “Principalmente a conjuntivite viral. Essa inflamação geralmente provoca aumento de secreção, acentuada pela irritação”, ressalta. O importante é saber que a doença é altamente contagiosa e sua propagação se dá por contato físico ou por compartilhamento de objetos. Sendo assim, nada de compartilhar camisetas, toalha, roupa de cama, maquiagem e óculos de sol. Além disso, é importante estar sempre com as mãos limpas e lavar os olhos várias vezes ao dia com água morna, para eliminar a secreção.

Uso dos óculos de sol

Mesmo pra quem não vai curtir praia ou piscina nas férias, os óculos escuros são indispensáveis. Dutra ressalta que a compra deve ser feita com cuidado e não apenas como um adereço. “Tanto os óculos quanto as lentes de contato são correções refracionais e não têm relação com dias quentes ou frios. Como meio de proteção dos olhos, os óculos solares são fundamentais no nosso dia a dia. E quando for adquirir os óculos, é preciso atentar para o certificado. É esse certificado que dá a garantia de que a lente dos óculos de sol tem fator de proteção contra os raios ultravioleta”, disse.

De acordo com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), a elevação da temperatura e da poluição atmosférica faz com que crianças e pessoas mais sensíveis a esses agentes apresentem sintomas como coceira, vermelhidão e sensação de queimação. Nesse caso, além de se manter longe do sol nos horários de pico – entre 10 e 16 horas –, é importante se hidratar bem e usar óculos escuros até mesmo na sombra. Alimentar-se bem é fundamental para manter uma boa saúde. Também procurar um oftalmologista. Mais do que isso, vale a pena aproveitar que o ano está só começando e adotar permanentemente hábitos mais saudáveis.

por Eduardo Lima | eduardolima.drd@gmail.com