Coronel Lacerda anuncia pré-candidatura a prefeito

Elio Lacerda colocou o nome à disposição do PSL, mas pondera que ainda há um grande caminho de articulações para concretizar a candidatura a prefeito

Candidato ao Senado em 2018, o coronel Elio Lacerda entra na disputa pela prefeitura em 2020. Atualmente no PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, Lacerda colocou o nome à disposição da legenda. Caso sua candidatura se concretize, ele articula apoio do Novo, do governador Romeu Zema. Mesmo diante da possibilidade de concorrer contra o prefeito André Merlo (PSDB), coronel Lacerda não se considera opositor do atual chefe do Executivo municipal.

Para Lacerda, é necessário construir uma candidatura que reúna forças políticas em prol do desenvolvimento para os próximos 50 anos e da recuperação do destaque de Valadares no cenário estadual. “O Executivo, escolhido pelo cidadão valadarense, deve ser o mentor e condutor dessa reconstrução, com honra e muita responsabilidade”, observou.

Ele avalia que o apoio dos governos federal e estadual tem papel preponderante no desenvolvimento do município. E, considerando o papel de polo regional, Lacerda avalia que a geração de oportunidades em GV é importante também para os municípios do entorno. “Para Valadares não ficar no mesmo lugar, é preciso buscar alternativas que gerem crescimento, para que o progresso venha com os recursos federais e a força política estadual. Existe oportunidade para isso, precisamos buscar isso aí. Sozinha, nossa cidade tem dificuldade para poder se desenvolver”, comentou.

Para a economia, o pré-candidato estabelece como prioridade o estímulo a pequenas e médias empresas. Lacerda relativiza a necessidade de atrair alguma grande empresa para Valadares. “Precisamos de outros caminhos que não sejam uma única empresa, pra não ficar dependendo de um único resultado. Pequenas e médias empresas podem ser atraídas para cá, o município pode oferecer melhores condições para elas. Se a gente não construir um polo de pequenas e médias empresas, as grandes não serão atraídas”, disse, defendendo também o incentivo a empresas já instaladas no município.

Articulação

Elio Lacerda pondera que seu nome foi colocado à disposição do PSL, mas que ainda há um grande caminho de articulações políticas para concretizar a candidatura a prefeito. “O partido já manifestou simpatia pelo nosso nome, e dentro do partido também tem outros bons nomes, mas ainda não se definiu. Está muito cedo para se definir”, frisou.

O pré-candidato afirma ainda que é apoiado por lideranças ligadas ao Novo em Valadares, e espera receber o apoio dos governos federal e estadual. “Não houve ainda conversa e aproximação para que haja o compromisso entre os partidos. Isso precisa ser construído, e a gente acredita que há essa possibilidade, mas talvez em um momento mais à frente. De momento, é um sonho. A gente estaria bastante fortalecido, mas no momento a gente caminha com as lideranças locais de Governador Valadares”, ressaltou Lacerda.

Ao colocar seu nome na disputa, Elio Lacerda considera que há pontos positivos na gestão de André Merlo à frente da Prefeitura. “Eu não me posiciono como pré-candidato de oposição, se nosso nome for encaminhado. Acredito que o prefeito vai estar no cargo, exercendo seu trabalho dentro do que lhe compete, mas nós teremos que disputar e enfrentar. Não vai ser fácil, porque ele já está no poder e faz um bom trabalho na cidade, apesar das dificuldades que o município enfrenta”, declarou.

No entanto, o pré-candidato avalia que Valadares perdeu força política no Estado, e isso influenciou negativamente a atração de investimentos para o município: “Nosso propósito nesse processo é enfrentar o processo eleitoral, buscar a vitória e tentar conduzir Valadares para o lugar de destaque que ela sempre teve e sempre mereceu. Valadares é uma cidade que sempre foi influente no Estado, e hoje ficou para trás na corrida do crescimento, do desenvolvimento e da força política”.

por THIAGO FERREIRA COELHO