Cooperativa comemora o sucesso do 7º Concurso Leiteiro de Marilac

162
FOTO: Divulgação

A Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce, juntamente com a Prefeitura Municipal de Marilac, realizou a 7ª edição do Concurso Leiteiro a nível de fazenda. Neste ano o torneio bateu recordes, um deles no número de participantes – 18 produtores rurais cooperados colocaram seus animais à disposição para a competição. Foram produzidos 1.277,100 quilos de leite “in natura” em duas ordenhas e esgota, numa média de 35,940 quilos de leite por animal. A cerimônia de encerramento aconteceu no dia 3 de outubro, na Fazenda Baixa do Bugre, propriedade do cooperado e presidente da Cooperativa, João Marques.

Foram disputadas três categorias: até 39.999kg, acima de 40kg e conjunto. A grande campeã do concurso foi a vaca Bermuda, do cooperado João Quirino da Silva, com a produção de 59.840kg de leite. Na categoria até 39.999kg, a campeã foi a vaca Cachoeira, do cooperado Moacir Batista Lage, com a produção de 39,970kg de leite. E na categoria conjunto, as campeãs foram as vacas Manchete e Bermuda, do cooperado João Quirino da Silva – os dois animais alcançaram a produção de 118.150 kg de leite. A vaca Bermuda, no ano de 2018, foi reservada campeã na categoria acima de 40kg. Além disso, o concurso bateu recorde de produção na categoria conjunto.

O conselheiro administrativo da Cooperativa e idealizador do concurso, Mário Dias Leão, diz que, ao ver o torneio batendo recordes, se sente muito orgulhoso. “O Concurso Leiteiro de Marilac foi interrompido por 14 anos e há sete anos tomei a iniciativa de resgatar a tradição de promovê-lo anualmente, e este ano realizamos a sétima edição. Ao ver, ano após ano, os números se tornarem mais expressivos, me orgulha muito, pois prova o quanto a nossa região está trabalhando para fazer um rebanho de genética superior e produzir leite de qualidade. E concurso é a vitrine onde podemos mostrar todo o esforço empregado na pecuária leiteira de Marilac, além de nos motivar a ser melhores a cada ano que passa”, ressalta Leão.

Através da realização de torneios a nível de fazenda é possível medir o desenvolvimento dos cooperados e sentir toda a sua evolução, seja pela genética do rebanho, manejo e tecnologias implantadas nas fazendas, tudo dentro da realidade do cooperado, explica o presidente da Cooperativa, João Marques. “A Cooperativa há onze anos vem desenvolvendo junto a seus cooperados a plataforma Crê$er, embasada em três pilares: genética, qualidade do leite e gestão. E os resultados desse trabalho são comprovados em torneio como esse, composto por animais de alta genética que produzem um volume de leite expressivo em apenas duas ordenhas. Para nós, gestores da Cooperativa, é gratificante ver o salto de produtividade que nossos pequenos e médios cooperados tiveram no decorrer desses anos”, explica Marques.

O Concurso Leiteiro, além de ser uma vitrine dos animais de genética de ponta dos cooperados da comunidade de Marilac, também é um evento solidário, visto que os 1.277.940kg de leite “in natura” produzidos nesta edição serão industrializados pela Cooperativa, convertidos em leite UHT e doados pelos cooperados participantes do torneio a instituições filantrópicas da comunidade de Marilac em uma próxima oportunidade.