Conferência reúne propostas para garantir mais direitos aos idosos

352
A Conferência ainda realizoua eleição dos delegados para a etapa estadual, que deve acontecer em agosto de2019. FOTO: Divulgação

Com o objetivo de refletir sobre os avanços e desafios para uma terceira idade saudável, com qualidade de vida e direitos garantidos, foi realizada ontem a V Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa de Governador Valadares. A promoção do evento foi do Conselho da Secretaria Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa (CMDPI), com apoio da Secretaria Municipal da Assistência Social, Coordenadoria de Apoio e Assistência à Pessoa Idosa (Caai) e Prefeitura.

A Conferência trouxe a palestra “Os Desafios de Envelhecer no Século XXI e o Papel das Políticas Públicas”, com o doutor em Direito Público e professor do curso de Direito da Universidade Federal de Juiz de Fora/GV Bráulio de Magalhães Santos. Os participantes tiveram a oportunidade de conhecer a história e o direito dos idosos, além de ter um panorama da situação da população idosa de Valadares, Minas Gerais e Brasil.

Abastecidos com as informações, os participantes se dividiram em quatro eixos temáticos: Direitos Fundamentais na construção/efetivação das Políticas Públicas (que conta com subeixos da Saúde, Assistência Social, Previdência, Moradia, Transporte, Cultura, Esporte e Lazer); Educação: assegurando direitos e emancipação humana; Enfrentamento da violação dos direitos humanos da pessoa idosa; e os conselhos de direitos: seu papel na efetivação do controle social na geração e implementação das políticas públicas.

Segundo a presidente do Conselho, Marineide Pena Ferreira, os grupos vão gerar ideias para políticas públicas em atendimento à pessoa idosa. “Nossos gestores vão ter um olhar atento para selecionar e transformar essas ideias em propostas importantes de políticas públicas voltadas para os idosos, que serão apresentadas durante a etapa estadual da Conferência”.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de idosos aumentou 18% em cinco anos; chegando a 30,2 milhões de pessoas com mais de 60 anos no nosso país em 2017. Sendo que, em Minas Gerais são 40 milhões de idosos.