segunda-feira, agosto 19, 2019

A Justiça no reino do céu

Então presidente do STJ, o ministro Raphael de Barros Monteiro almoçava certa vez, em Madri, com juízes do Supremo Tribunal do Reino da Espanha, entre eles Afonso Lopes Sena e a secretária-geral da Cúpula Ibero-Americana de Chefes de Estado, a brasileira Maria Elisa Berenguer. Conversavam sobre o interesse espanhol em casos fora de sua jurisdição […]

Preço justo

Envolvido na campanha ao governo de Santa Catarina, em 1965, Aderbal Ramos da Silva, presidente do PSD, não sabia como se livrar de Jack, um boêmio, chato, que não largava seu pé. Um dia entregou-lhe uma quantia: “Jack, por favor, entregue estes Cr$ 100 mil ao Gordon. Em mãos”. Ele só voltaria um mês depois: […]

Reserva capilar

O então ministro Luiz Furlan (Desenvolvimento) apareceu na antessala do petista Lula, certa vez, e encontrou o então presidente da Infraero, José Carlos Pereira, coçando a calva avançada. E foi logo pilheriando: “E aí, perdendo os últimos fios de cabelo com a crise nos aeroportos?” O brigadeiro pareceu não ter apreciado a piada: “Na verdade, […]

Souza Dantas, o breve

O jornalista Raimundo de Souza Dantas era um discreto funcionário do Ministério da Fazenda, no Rio, e tinha algo que o diferenciava dos colegas: era amigo do então presidente Jânio Quadros. Sonhava com a diplomacia. Jânio o nomeou embaixador em Gana (África), mas, três meses depois, renunciaria ao mandato, devolvendo Souza Dantas a salinha na […]

Prefeito chorão

O ex-prefeito de Salvador João Henrique (PDT), que sob a menor pressão caía no choro, enfrentou uma saia justa no Teatro Castro Alves durante entrega do prêmio Dodô & Osmar aos destaques do carnaval. Ele subiu ao palco para entregar o prêmio a Ivete Sangalo e foi vaiado por cinco minutos, sob gritos de “chorão!” […]

Coveiro do povo

O ex-senador e ex-deputado Heráclito Fortes era prefeito de Teresina (PI) pelo PFL, em 1992, quando lançou candidato à sua sucessão o vereador Geraldin Oliveira (PDT), moderno “papa defunto”, dono de um cemitério. O tucano Augusto Basílio, oposicionista, surpreendeu ao chamar a escolha de “bem-vinda” e “coerente”. Mas depois se explicou no plenário da Câmara: […]

Passando a sacolinha

Jânio Quadros reuniu empresários para pedir dinheiro à sua campanha. Advertiu para o “perigo comunista” (Eduardo Suplicy, do PT, e Fernando Henrique Cardoso, PMDB, eram os adversários na disputa para prefeito de São Paulo) e pediu apoio “para salvar os próprios pescoços” dos empresários, que, no entanto, permaneciam relutantes. Jânio radicalizou: “Os senhores são tão […]

Fraque e cartola

Após a derrota nas presidenciais de 1989, Lula passou por Londres, onde o embaixador do Brasil, Paulo Tarso Flecha de Lima, anfitrião perfeito, acompanhou-o em passeios, jantares etc. O embaixador ainda arrumou tempo para se despedir de Lula no hotel. O petista brincou com o fraque e a cartola do diplomata: “Tá pensando que fui […]

A rapadura de Jânio

Transcorria 16 de junho de 1961 quando o presidente Jânio Quadros recebeu o prefeito de Sobral (CE), Padre Palhano, que lhe levou dois presentes típicos: uma garrafa de cachaça e um pedaço de rapadura. Após a audiência, seu secretário particular, José Aparecido, insinuou que adoraria ficar com os presentes. Jânio fez mais um de seus […]

Gelo de JK

JK se reunia no Catetinho, recém-construído, com jornalistas, engenheiros, arquitetos (como Niemeyer e o jovem repórter Murilo Melo Filho, da Manchete), que serviam uísque quente no copo. Não tinha gelo porque não havia energia em Brasília. JK lamentou: “Não gosto de uísque, mas sei que uma pedrinha de gelo aí nos copos seria muito bem-vinda…” […]

NOTÍCIAS RECENTES