Cânceres de mama e de colo do útero somam mais de 800 casos na região Leste

A Campanha Outubro Rosa intensificou no mês de outubro as ações de conscientização para a importância da prevenção contra a doença

Em Minas Gerais foram diagnosticados pelo SUS, em 2018, 4.922 casos de câncer de mama. Até setembro de 2019, esse número era de 1.868. Para o ano de 2019, o Instituto Nacional do Câncer (INCA) estima a ocorrência de 5.360 novos casos de câncer de mama, com a taxa bruta de 50,15 casos novos por 100 mil mulheres mineiras. Já no caso do câncer de colo do útero, foram registrados no Estado, de 2013 a 2019, 589 casos no segundo ano de diagnóstico e tempo até o primeiro tratamento. Na área de abrangência da Regional de Saúde de Governador Valadares, em 51 municípios, registrou-se, de 2014 a 2017, 532 casos hospitalares de câncer de mama e 347 de colo do útero, que chegaram pela vez nas informações com RHC.

Com o objetivo de intensificar ainda mais a mobilização social junto à população quanto à saúde integral da mulher, com foco na prevenção e combate ao câncer de mama e do colo do útero, o Grupo Rosa, composto por diversas instituições públicas e privadas, entre elas a Regional de Saúde de Governador Valadares, promoveu neste sábado (28) o encerramento das atividades da campanha Outubro Rosa. Houve concentração na praça dos Pioneiros e caminhada pelas principais ruas do Centro.

A coordenadora do Núcleo de Vigilância Epidemiológica da Regional de Saúde de Governador Valadares, Nádia Pinheiro Ali, na oportunidade representando o superintendente Regional de Saúde, Rômulo Gusmão, ressaltou a importância da campanha não só em outubro, mas durante todo o ano. “Os últimos levantamentos apontam que, nos últimos cinco anos, nos 51 municípios que compõem a área de abrangência da Regional de Saúde, registrou-se um alto índice de óbitos por câncer de mama e de colo do útero, e por isso a mobilização e a conscientização sobre a prevenção, que são os melhores caminhos, devem ser feitas durante todo o ano, porque sabemos que os casos de câncer, quando são identificados precocemente, têm grande chance de cura”, frisou.

Divina Maria Rodrigues da Silva, de 50 anos, veio participar do evento com o objetivo de obter um encaminhamento para a realização da mamografia. “Sempre faço meus exames no Centro Estadual de Atendimento Especializado (CEAE) e foi num deles que apareceram uns nódulos no seios, caso que foi resolvido com tratamento e medicamentos. Acho importante as mulheres estarem atentas e alertas com sua saúde, porque prevenir nunca é demais” afirmou.

A Campanha Outubro Rosa intensificou no mês de outubro as ações de conscientização para a importância da prevenção contra a doença