Campanha da UFJF vai transformar buchas usadas em bancos ecológicos

0
152
FOTO:Divulgação.

Presente em praticamente todas as cozinhas, a esponja dupla face tem destino certo quando já não está mais em condições de uso: o lixo. Mas uma ação da Comissão de Coleta Seletiva Solidária (CCSS) do campus da Universidade Federal de Juiz de Fora em Governador Valadares (UFJF-GV) vai dar nova destinação ao produto, que será transformado em banco ecológico, gerando renda para associações de catadores e instituições de reciclagem.

Qualquer pessoa pode fazer a entrega das buchas – como também são chamadas as esponjas – em um dos dez pontos de coleta instalados em Governador Valadares e em outras cidades da região. Desses locais, as buchas são encaminhadas para uma ONG (Organização Não Governamental) responsável pela transformação dos resíduos em outros produtos, como bancos ecológicos. Para cada item arrecadado a CCSS receberá R$ 0,01, valor que será doado para uma associação ligada à reciclagem.

A docente da UFJF-GV Fernanda Henrique Alcântara, presidente da CCSS, explica que o objetivo da campanha é promover a educação ambiental e a discussão sobre a correta destinação de materiais. “Ao mesmo tempo que estamos diminuindo determinados resíduos, estamos atuando pela conscientização para a reciclagem e triagem adequada nos domicílios e na própria instituição, como também chamando a atenção para a existência de resíduos especiais que precisam ter a destinação correta”, disse.

Alcântara explicou ainda que, além da comissão de coleta seletiva, outros três projetos de extensão do campus estão ligados à campanha. Eles atuam na prestação de assessoria jurídica e treinamento para associações de catadores ligadas a questões ambientais e de sustentabilidade: a Ascanavi, a Turmalina e a Rio Limpo.