Câmara realiza audiência pública para debater concessão da BR-381

Antônio Carlos propôs a audiência pública e critica os pontos de pedágio que devem ser instalados entre Valadares e Belo Horizonte FOTO: Divulgação

A Câmara Municipal realiza audiência pública às 13h30 desta sexta-feira (8) para debater a duplicação da BR-381 entre Governador Valadares e Belo Horizonte, com concessão da rodovia à iniciativa privada. O vereador Antônio Carlos (PT), autor do requerimento que deu origem à audiência, questiona a possibilidade de instituição de cinco praças de pedágio entre Valadares e a capital – duas dessas praças no trajeto entre GV e Ipatinga.

A concessão da BR-381 garante a exploração da rodovia por 30 anos, com proposta de tarifa de R$ 8,54 para pista simples e R$ 11,10 para pista dupla. “A proposta do edital é que a duplicação de Belo Horizonte a Valadares terá cinco praças de pedágio. Duas daqui até Ipatinga, que é o meu questionamento. Eu tenho posição contrária a essas duas praças de pedágio daqui até Ipatinga”, disse Antônio Carlos.
Outras críticas do vereador são quanto à possibilidade de cobrança do pedágio já após um ano do início da concessão, com a execução de uma pequena parcela das obras de duplicação, e também quanto ao prazo para realização de obras nos trechos mais próximos a Valadares.

“Sou favorável à duplicação, que está com atraso, mas sou contrário a esse tempo. A duplicação entre Periquito e Valadares está prevista para o vigésimo ano após a aprovação da concessão. Se começar a obra em 2021, tudo indica que só chega aqui em 2040”. O parlamentar espera que a comunidade se manifeste, para pressionar a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) a promover alterações no edital da concessão.