Cadastro Positivo permite menores taxas de juros e pode reduzir inadimplência

1121
Rogers de Marco e Hercílio Diniz, presidentes, respectivamente, da CDL-GV e do Sindicomércio, comemoram o Cadastro Positivo como medida de incentivo à economia

O Cadastro Positivo, um banco de dados para abrigar histórico sobre crédito e movimentações financeiras, está em vigor desde terça-feira, 9. Pessoas físicas e jurídicas passam a ter uma nota de crédito e os bons pagadores poderão ser beneficiados com menores taxas de juros e acesso a crédito. O acesso ao Cadastro é gratuito e pode ser solicitado para birôs de crédito, como Boa Vista SCPC, Serasa Experian, Quod e SPC Brasil. Lojistas em Governador Valadares consideram a medida como um estímulo ao consumo e à redução da inadimplência.

Conforme a Câmara de Dirigentes Lojistas de Governador Valadares (CDL-GV), no primeiro semestre de 2018 o município teve 21.345 novas inserções de inadimplentes no SPC. Neste ano, para o mesmo período, houve 15.729 inserções – número 36% menor que no ano anterior. Com o novo cadastro, segundo estudo da Associação Nacional dos Bureaus de Crédito (ANBC), espera-se uma queda no índice de inadimplência e o aumento de consumidores em médio e longo prazos – em Minas Gerais, a expectativa é de isso represente a injeção de R$ 102 bilhões na economia.

O presidente da CDL-GV, Rogers Alves de Marco, afirma que crescerá o número de pessoas com potencial para crédito com juros menores. “Até então, no sistema de consulta só havia o dado negativo do cliente, caso ele estivesse inadimplente. Com o novo modelo, que leva em conta todo o histórico de pagamento do indivíduo, como contas de água, luz e telefone, sobe o número de pessoas com potencial para crédito, pois, na hora de liberar um crédito com juros menores, o lojista vai passar a analisar se o cliente é um bom pagador devido ao histórico dele”, disse o presidente da CDL-GV.

GERAÇÃO DE EMPREGOS

Para o presidente do Sindicato do Comércio de Governador Valadares (Sindicomércio),  Hercílio Coelho Diniz, o Cadastro Positivo estimula a movimentação da economia e pode gerar empregos, especialmente para micro e pequenas empresas. “Acreditamos que o Cadastro Positivo trará mais segurança para a tomada de decisão do empresário, como também facilitará o acesso ao crédito a juros mais baixos para os bons pagadores. Com a economia mais recuperada, é natural que os números de empregos gerados pelas micro e pequenas empresas aumentem, e é nisso que estamos apostando”, declarou Hercílio Coelho Diniz.

Para Oraida Pereira da Silva, gerente de uma loja no centro de Valadares, esse processo será muito bom para os clientes e contribuirá para a economia do país. “É um processo que o Brasil está precisando; são muitas as pessoas que estão inadimplentes ou que pagam contas atrasadas. Ficamos satisfeitos com tudo que beneficia o cliente para que ele consiga ter juros menores. Claro que teremos que estudar bem sobre o assunto, conversar com os clientes e passar essas informações para eles, mas tudo que pudermos fazer para beneficiar o cliente é sempre positivo”, ponderou a gerente.

por THIAGO FERREIRA COELHO thiago@drd.com.br e ANGÉLICA LAURIANO | angelica.lauriano@drd.com.br