Bombeiros confirmam 37 mortos e Vale divulga lista de funcionários sem contato

450
FOTO: Divulgação

Em nota divulgada para a imprensa, o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais confirmou que nove pessoas morreram no desastre ocorrido na sexta-feira, 25, em Brumadinho, após o rompimento de uma barragem da Vale na região. Segundo as estimativas, 300 pessoas estão desaparecidas e 189 já foram resgatadas. No entanto, existe uma discrepância na divulgação do número de mortos e desaparecidos feita pelo Governo de Minas, que confirmou, na noite desta sexta-feira, sete mortos e 150 desaparecidos.

Os números podem ser ainda maiores. Na manhã de ontem, a Vale divulgou em seu site uma lista com os nomes de funcionários com os quais não se conseguiu contato. São 413 trabalhadores, dos quais 90 são terceirizados, de acordo com as informações divulgadas às 9h. A lista é atualizada em tempo real, conforme as pessoas são localizadas. Na sexta-feira, 25, a justiça decretou o bloqueio de R$ 1 bilhão da empresa.

A empresa disponibilizou também atendimento telefônico à população, assim como ações de uma equipe de assistentes sociais e psicólogos para atendimento dos atingidos e de seus familiares. Os números para contato são: 0800 285 7000 (Alô Ferrovia – prioritário) e 0800 821 5000 (Ouvidoria da Vale). Agência Estado

Ônibus com funcionários da Vale foi encontrado soterrado por Luan Santos, especial para AE

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais informou na manhã deste sábado, 26, que um ônibus com funcionários da Vale foi encontrado na barragem da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho. A corporação não quis confirmar o número de pessoas que haviam no veículo, que estava soterrado, mas disse que todos os passageiros estavam sem vida.