Atos do governo precisam de ‘fiscalização e transparência’, diz ministro

0
199
FOTO: Divulgação.

Rio (AE) – O ministro da Secretaria de Governo, general Carlos Alberto dos Santos Cruz, defendeu ontem, “fiscalização pública, publicidade e transparência” nos atos do governo. Para ele, casos como a crise financeira dos Estados, principalmente do Rio de Janeiro, e o rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho (MG), têm em comum o fato de que “nenhum mecanismo de controle” tenha funcionado.

“A sensação que eu tenho em um mês de governo é que entrei em um lugar que foi assaltado e que precisa ser recuperado, com responsabilização, que é diferente de responsabilidade. No inglês, isso (diferença de responsabilidade e responsabilização) é bem definido”, afirmou, frisando que está no governo por “ser amigo do presidente”.

por Renata Batista e Denise Luna