A Cia. de Artes Asa do Invento estreia neste fim de semana o espetáculo de rua Mambembearte

1434
Segundo Chilluama, o espetáculo conta sua história de vida através da dança, “porque voar é muito pouco”. O que ele mais quer é dançar.FOTO: Divulgação

Uma trupe de artistas em ascensão viaja de cidade a cidade para levar sua arte e enfrenta dificuldades, numa época em que a igreja não aceitava textos que não fossem cristãos. Em meio a muitas confusões, Liceu, um dos artistas da trupe, se apaixona pela doce Nieta, que é filha de uma das beatas da cidade.Mambembearte é um espetáculo aparentemente despretensioso que, além de divertir e emocionar, aos poucos se torna uma reflexão crítica sobre o teatro e alguns valores da nossa sociedade. É, na verdade, uma homenagem a artistas que dedicam a vida a essa arte milenar e seu poder de comunicar, provocar questionamentos, emocionar e transformar o homem.

A falta de lugares para se apresentar, o não reconhecimento de artistas mambembes e qualquer outra crítica social não são apenas meras coincidências com a realidade atual do país. Essas semelhanças são abordadas de maneira a levar o público à reflexão.A peça reflete sobre a profissão do teatro fora do glamour dos palcos e do audiovisual. Do grupo mambembe, de rua, que se alimenta puramente do amor à arte.

A estreia acontecerá durante a Festa das Flores, na praça dos Pioneiros, no dia 7 de julho, às 16 horas.Mambembearte tem direção de Adryana Ryal (Juiz de Fora), co-direção de Nazza Amaral e direção musical de Ademir Martins. Os atores Ademir Martins, Chiluama, Maya Portugal, Nazza Amaral, Kevin Figueiredo e Victor Hugo compõem o elenco.No dia 21 de julho, a Cia. de Artes Asa do Invento irá representar Governador Valadares no Festival Nacional de Teatro de Conselheiro Lafayete (FACE).