1º Encontro Rede de Atendimento à Mulher é realizado em Valadares

0
156
A promotora titular da 6ª Promotoria de Justiça de Governador Valadares, Carla Regina Goulart Duvanel, foi responsável pela palestra com o tema “Você sabe o que é violência doméstica?” FOTO:Divulgação.

Foi realizado na tarde de ontem, no auditório da Faculdade de Direito do Vale do Rio Doce – Fadivale, o 1º Encontro Rede de Atendimento à Mulher em Situação de Violência. O evento foi destinado a integrantes de instituições de amparo e defesa da mulher, como polícias Civil e Militar, Promotoria, Ordem dos Advogados do Brasil, assistentes sociais e Conselho dos Direitos da Mulher. O encontro faz parte da programação comemorativa do Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março.

A Rede surgiu de uma parceria da UFJF/Campus Governador Valadares com representantes do Ministério Público de Minas Gerais e do Tribunal de Justiça do Estado de Minas (TJMG). A responsável pela organização do 1º Encontro Rede de Atendimento à Mulher em Situação de Violência, a professora Departamento de Administração da UFJF/GV, Juliana Goulart, explicou os temas de cada palestra. “A ideia é colocar os órgãos da sociedade civil em sintonia, com equipamentos e políticas públicas fundamentais para dar suporte à Rede de Atendimento à Mulher Vítima de Violência. Um evento bem diferente dos outros que já foram organizados aqui no município para esse tipo de público. O papel da Rede é dar suporte para a vítima saber onde buscar ajuda quando for violentada”, explicou Juliana.

De acordo com a organizadora, os próximos passos após o encontro serão trabalhar na prevenção e enfrentamento à violência, aproximar cada vez mais os integrantes da Rede e ampliar o fluxo dos atendimentos, melhorando o trabalho de todos e oferecendo atendimento mais ágil e eficaz às mulheres. “O atendimento é feito com cada órgão inscrito dentro da Rede. Nós da UFJF/GV iremos ouvir as necessidades de capacitação de cada órgão e, durante todo o ano, daremos atendimento de maneira mais qualificada”, afirma.

Para a assistente social Mariana Alves, o encontro será fundamental para capacitar os profissionais das áreas de saúde e social em Valadares. “São os assistentes que lidam todos os dias com esse tipo de violência. Às vezes é visível a situação de violência sofrida pelas donas de casa”, diz.

A promotora titular da 6ª Promotoria de Justiça de Governador Valadares, Carla Regina Goulart Duvanel, foi responsável pela palestra com o tema “Você sabe o que é violência doméstica?”, que focou no enfrentamento à violência verbal doméstica. “Procurei explanar de forma mais simples, para todos os integrantes entenderam o objetivo da Rede. Os números de violência doméstica têm crescido cada vez mais nos últimos anos, porque as vítimas não estão sabendo lidar com frustrações e medo. A violência verbal é a ponta para outros tipos de violência mais graves. Um dos tipos de violência que ocorrem todos os dias é a moral, dentro da própria casa”, aponta.

Representando a Polícia Civil, a titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, Adeliana Xavier Santos, comentou a importância da participação das instituições para o trabalho de investigações em crimes violentos contra a mulher: “A Delegacia de Mulheres é o primeiro acesso da maioria das vítimas. E depois, o que acontece com a vítima? Para onde será levada? O alvo não é a vítima, mas sim quem trabalha em prol de defesa da vítima. Esse grupo pretende tirar todas essas dúvidas e colocar todos os integrantes da Rede em sintonia. Vejo como um benefício para a vítima e para ao órgão que veio aqui hoje. O ofensor também será acolhido pela Rede, para um trabalho de restauração no centro familiar da vítima”, comentou.

por Eduardo Lima | eduardolima@drd.com.br